sexta-feira, 10 de Agosto de 2012 16:32h Gazeta do Oeste

Cruzeiro tem a chance de se reabilitar diante do seu maior freguês no Brasileirão

O Cruzeiro terá a chance de se reabilitar da derrotas para a Ponte Preta e para o Santos diante do seu maior freguês em Brasileiros. O Bahia, adversário deste sábado, às 18h30, no estádio Pituaçu, é vítima histórica do clube celeste e que não vence a Raposa há 18 anos, desde agosto de 1994.

O pesadelo dos baianos com o Cruzeiro não para por aí. As três maiores goleadas sofridas pelo Tricolor no Brasileirão foram exatamente para o time estrelado: 7 a 0, em 2003, 6 a 0, em 1993, e 5 a 0, duas vezes, em 1995 e 1979. Em 1993, Ronaldo foi o carrasco dos baianos, marcando cinco gols na mesma partida. Em 2003, o algoz foi Alex, também com cinco tentos.

A goleada de 2003 ainda marcou o rebaixamento do Bahia à Série B do Campeonato Brasileiro, em plena Fonte Nova.

No total, Bahia e Cruzeiro já se enfrentaram 36 vezes pelo Campeonato Brasileiro. O clube celeste busca a 22ª vitória sobre os baianos. Foram sete empates e oito derrotas. A Raposa marcou 65 gols e sofreu 30, cravando um saldo positivo de 35. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.