quinta-feira, 21 de Julho de 2016 17:24h Site Oficial do Cruzeiro

Cruzeiro vence e se classifica para as oitavas da Copa do Brasil

Com uma postura ofensiva e apresentando um futebol eficiente, o Time do Povo superou o Vitória, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, e se classificou para as oitavas de final da Copa do Brasil

Os gols do triunfo foram marcados pelo atacante Ramón Ábila e pelo volante Bruno Ramires.

No placar agregado, o Maior de Minas computou 4 a 2, tendo em vista que já havia superado os baianos por 2 a 1, há duas semanas, em Salvador-BA. A Raposa conhecerá o seu adversário da próxima fase do torneio nos próximos dias, em sorteio que será realizado pela Confederação Brasileira de Futebol.

Antes disso, a equipe celeste volta a atuar pelo Campeonato Brasileiro. No domingo, a agremiação comandada por Paulo Bento enfrentará o Sport, às 16h, no Mineirão, pela 16ª rodada do certame nacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O jogo

Mesmo tendo vencido o primeiro jogo da série, na Bahia, o Time do Povo não se acomodou com a vantagem e começou o duelo buscando o campo de ataque. Logo no primeiro minuto, Rafael Sóbis deu ótimo passe para Bruno Ramires que, na ponta direita, ajeitou o corpo e finalizou de canhota, levando perigo para os adversários.

Já na marca dos nove minutos, Edimar fez excelente antecipação na defensiva cruzeirense, avançou para o setor ofensivo e, próximo à meia lua, resolveu arriscar. O chute, no entanto, não saiu como o planejado e a bola acabou subindo demais, sem causar mais sustos para o goleiro Caíque.

 

 

 

Três minutos mais tarde foi a vez de Rafael Sóbis chutar cruzado e criar mais uma boa oportunidade para a Raposa. Posteriormente, Ariel Cabral encontrou Lucas, que dominou no peito e arrematou com força, no ângulo, obrigando o goleiro baiano a se esticar todo e espalmar para escanteio.

De tanto insistir, o Time do Povo finalmente conseguiu inaugurar o placar no Mineirão. O tento aconteceu aos 22 minutos, quando Arrascaeta foi à linha de fundo e cruzou à meia altura. Dentro da pequena área, a bola foi de encontro a Bruno Ramires que, quase debaixo do travessão, só teve o trabalho de desviá-la, com o joelho esquerdo, para o fundo da rede.Cruzeiro 1 x 0.

A primeira jogada aguda dos visitantes ocorreu somente aos 36 minutos e teve início com Diego Renan. Na ponta direita, o lateral lançou para área, Lucas afastou e, no rebote, o zagueiro Kanu concluiu bem, de perna esquerda, exigindo que Fábio saltasse para acompanhar a trajetória do chute.

Próximo ao fim da etapa inicial, a esquadra comandada por Vagner Mancini voltou a se aproximar da meta estrelada. Aos 41 minutos, em rápido contra-ataque, Marinho chutou para ótima intervenção de Fábio, que espalmou e evitou o empate do Vitória.

 

 

 

2º tempo

Com uma postura ofensiva, a Raposa iniciou o segundo tempo pressionando o rival. No primeiro minuto, Arrascaeta acionou Ramón Ábila, que driblou Victor Ramos e fuzilou de canhota, sem chances para Caíque. Foi o primeiro gol do argentino com a camisa cinco estrelas. Cruzeiro 2 x 0.

Controlando as ações do jogo, o Maior de Minas detinha a posse da bola e continuava criando boas chances. Aos 11 minutos, após tabelar com Ramón Ábila, Lucas passou para Rafael Sóbis, que chutou rasteiro, próximo à trave esquerda da meta baiana.

Na marca dos 21 minutos, Henrique trombou com Marinho, dentro da área, e o árbitro Thiago Duarte Peixoto assinalou penalidade máxima. Diego Renan foi para a cobrança e chutou no canto direito de Fábio, que mostrou elasticidade para alcançar a bola e salvar a equipe cruzeirense. No rebote, Ramallo isolou para linha de fundo.

 

 

 

Já aos 26 minutos, Vander lançou Marinho, que chutou cruzado e, desta vez, a muralha azul nada pôde fazer. Vitória 1 x 2.

Na sequência do jogo, Diego Renan tentou surpreender o camisa 1 da Raposa, que se posicionou bem e desviou o arremate para escanteio. Aos 47 minutos, o Maior de Minas teve duas ótimas oportunidades consecutivas. A primeira veio com Ábila, que acertou a trave e, no rebote, Rafinha acabou parando no travessão da esquadra visitante.

Aos 50 minutos, o árbitro ergueu os braços a apitou o fim da partida. Cruzeiro classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.