segunda-feira, 11 de Abril de 2016 09:48h Site Oficial do Cruzeiro

Cruzeiro vence e termina como líder soberano da 1ª fase do Mineiro

Em franco crescimento na temporada, a Raposa fez mais uma vítima na tarde deste domingo, no estádio Dilzon Melo, em Varginha-MG, onde superou o Boa Esporte por 3 a 2, pela 11ª rodada do Campeonato Mineiro

Os gols cruzeirenses foram marcados por Douglas Coutinho (2x) e Allano, enquanto Rodrigo Mucuri e Leonardo Gomes descontaram para os donos da casa.

Com essa vitória, o Maior de Minas terminou a primeira fase do estadual com 87,9% de aproveitamento, alcançando 29 pontos e ficando nove à frente do segundo colocado. Nos 11 jogos disputados, o Time do Povo conquistou nove vitórias e dois empates, ou seja, está invicto na competição.

 

 

 

Na semifinal, o adversário será o América-MG, que ficou com a quarta colocação na etapa de classificação. A primeira partida acontecerá no próximo fim de semana, em dia, local e horário que ainda serão confirmados pela Federação Mineira de Futebol (FMF).

á classificado e a com a liderança garantida, a Raposa começou o duelo trocando passes, com tranquilidade, em busca de algum espaço na defensiva adversária. Até os 17 minutos da primeira etapa, nenhuma chance havia sido criada, as agremiações apenas se estudavam e não eram agressivas.

 

 

 

No entanto, na marca dos 18 minutos, Douglas Coutinho mostrou oportunismo e aproveitou um vacilo da zaga varginhense. Em lance aparentemente sem perigo, o zagueiro Rafael Vitor estava com a bola dominada e, sem olhar, recuou para Rodolfo. O passe saiu errado e o atacante celeste não perdoou, se antecipou ao goleiro e estufou a rede do Boa. Cruzeiro 1 x 0.

Os mandantes do duelo chegaram com perigo somente aos 25, quando Roberto Jacaré recebeu na ofensiva e acertou um bom chute de canhota, que saiu à linha de fundo, próximo à trave defendida pelo arqueiro cinco estrelas.

 

 

 

Aos 26, o Maior de Minas ampliou a vantagem no placar. O lance do tento começou com Léo, que fez excelente lançamento para Bruno Nazário. O meio-campista dominou na ponta direita, driblou o marcador e cruzou na medida para Douglas Coutinho, que teve tranquilidade para concluir no canto, sem chances para Rodolfo. Cruzeiro 2 x 0.

Três minutos mais tarde, aos 29, quando parecia que a partida ficaria tranquila para o Time do Povo, a esquadra de Varginha conseguiu marcar o seu gol com o lateral-direito Leonardo Gomes, que pegou sobra após cobrança de falta e finalizou de forma precisa, no canto direito. Cruzeiro 2 x 1.

 

 

 

A última jogada aguda do primeiro tempo também foi da agremiação do sul de minas, que chegou outra vez com Roberto Jacaré. O atleta rival recebeu livre, na entrada da pequena área, e concluiu à queima roupa. Nesse momento apareceu a qualidade de Rafael, que fez ótima intervenção e evitou o gol do empate.

 

Em franco crescimento na temporada, a Raposa fez mais uma vítima na tarde deste domingo, no estádio Dilzon Melo, em Varginha-MG, onde superou o Boa Esporte por 3 a 2, pela 11ª rodada do Campeonato Mineiro. Os gols cruzeirenses foram marcados por Douglas Coutinho (2x) e Allano, enquanto Rodrigo Mucuri e Leonardo Gomes descontaram para os donos da casa.

 

 

 

Com essa vitória, o Maior de Minas terminou a primeira fase do estadual com 87,9% de aproveitamento, alcançando 29 pontos e ficando nove à frente do segundo colocado. Nos 11 jogos disputados, o Time do Povo conquistou nove vitórias e dois empates, ou seja, está invicto na competição.

Na semifinal, o adversário será o América-MG, que ficou com a quarta colocação na etapa de classificação. A primeira partida acontecerá no próximo fim de semana, em dia, local e horário que ainda serão confirmados pela Federação Mineira de Futebol (FMF).

 

 

 

O jogo

Já classificado e a com a liderança garantida, a Raposa começou o duelo trocando passes, com tranquilidade, em busca de algum espaço na defensiva adversária. Até os 17 minutos da primeira etapa, nenhuma chance havia sido criada, as agremiações apenas se estudavam e não eram agressivas.

No entanto, na marca dos 18 minutos, Douglas Coutinho mostrou oportunismo e aproveitou um vacilo da zaga varginhense. Em lance aparentemente sem perigo, o zagueiro Rafael Vitor estava com a bola dominada e, sem olhar, recuou para Rodolfo. O passe saiu errado e o atacante celeste não perdoou, se antecipou ao goleiro e estufou a rede do Boa. Cruzeiro 1 x 0.

 

 

 

Os mandantes do duelo chegaram com perigo somente aos 25, quando Roberto Jacaré recebeu na ofensiva e acertou um bom chute de canhota, que saiu à linha de fundo, próximo à trave defendida pelo arqueiro cinco estrelas.

Aos 26, o Maior de Minas ampliou a vantagem no placar. O lance do tento começou com Léo, que fez excelente lançamento para Bruno Nazário. O meio-campista dominou na ponta direita, driblou o marcador e cruzou na medida para Douglas Coutinho, que teve tranquilidade para concluir no canto, sem chances para Rodolfo. Cruzeiro 2 x 0.

 

 

 

Três minutos mais tarde, aos 29, quando parecia que a partida ficaria tranquila para o Time do Povo, a esquadra de Varginha conseguiu marcar o seu gol com o lateral-direito Leonardo Gomes, que pegou sobra após cobrança de falta e finalizou de forma precisa, no canto direito. Cruzeiro 2 x 1.

A última jogada aguda do primeiro tempo também foi da agremiação do sul de minas, que chegou outra vez com Roberto Jacaré. O atleta rival recebeu livre, na entrada da pequena área, e concluiu à queima roupa. Nesse momento apareceu a qualidade de Rafael, que fez ótima intervenção e evitou o gol do empate.

 

 

 

2º tempo

A segunda metade do confronto teve início com um domínio do tetracampeão brasileiro. Empolgado após marcar dois gols, Douglas Coutinho esbanjou confiança e ousadia aos seis minutos, quando Matías Pisano o lançou e o artilheiro, na entrada da área, dominou no peito e arrematou de bicicleta. No entanto, Rodolfo estava bem colocado e apenas encaixou.

 

 

 

Mesmo com a vantagem, a Raposa não se acomodou e continuava em busca de mais um tento. Aos dez minutos, em cobrança de falta, Bruno Ramires escorou para Marciel e o volante soltou a bomba, de perna esquerda, obrigando o goleiro do time mandante a espalmar para escanteio.

O contragolpe dos comandados do técnico Nedo Xavier aconteceu aos 12, em finalização perigosa de Roberto Jacaré, que parou novamente no reflexo de Rafael. Um pouco mais tarde, o Boa voltou a atacar e chegou com perigo através de Sillas, que foi acionado por Leonardo Gomes e, de frente para a meta, errou o alvo.

 

 

 

Após entrar em campo no lugar de Bruno Nazário, Allano participou de dois grandes lances. O primeiro se deu aos 30, quando o mesmo recebeu, avançou e acabou parando na boa defesa do goleiro do Boa. Já a segunda foi fatal e se originou com Mayke, que roubou a bola pelo lado direito e cruzou na cabeça do meio-campista. Ele subiu e cabeceou com precisão, ampliando o placar. Cruzeiro 3 x 1.

Próximo ao fim do jogo, Sillas ainda acertou a trave e, aos 43, Rodrigo Mucuri executou boa jogada pela ponta direita, cortou para o meio e chutou rasteiro, dando números finais ao combate. Cruzeiro 3 x 2.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.