sexta-feira, 7 de Setembro de 2012 08:58h Gazeta do Oeste

Cruzeiro vive nos altos e baixos

O treinador lamentou as chances de gol desperdiçadas pela Raposa. "Tivemos um bom início, podíamos ter feito 2 a 0. Depois do primeiro gol (do Botafogo) o time desequilibrou, levou o segundo."

Após a partida contra o Botafogo, na noite da última quarta-feira, no Independência, em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Celso Roth concedeu uma entrevista coletiva, fazendo uma análise da derrota por 3 a 1.

 


O treinador lamentou as chances de gol desperdiçadas pela Raposa. "Tivemos um bom início, podíamos ter feito 2 a 0. Depois do primeiro gol (do Botafogo) o time desequilibrou, levou o segundo. Fomos desatentos, demos uma relaxada e, infelizmente, saímos perdendo por 2 a 1 no primeiro tempo. Tentamos fazer alterações, mas em um contra-ataque levamos o terceiro gol. Sabíamos que o time deles tinha qualidade e que, quando tivessem as oportunidades, iriam fazer os gols, e foi isso o que aconteceu", disse o comandante estrelado.

 


Celso Roth quer agora buscar a reação fora de casa, já na próxima partida, no domingo, contra o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife. "Hoje não foi uma jornada boa. Nós tínhamos a intenção de manter uma sequência boa e agora temos que buscar alguma coisa fora de casa", ressaltou.

 


O departamento jurídico do Cruzeiro vai entrar, nesta quinta-feira, com recurso e pedido de efeito suspensivo no Tribunal Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em relação às punições impostas ao Clube e seus dirigentes pelo STJD em julgamento realizado na última quarta-feira.

 


A Raposa foi punida com a perda do mando de campo em seis partidas, por causa dos incidentes ocorridos no jogo contra o Atlético, além de multa de R$ 64 mil e suspensão, por 30 dias, do diretor de futebol Alexandre Mattos, do gerente de futebol Valdir Barbosa e do diretor de comunicação Guilherme Mendes.

 


O volante Leandro Guerreiro, expulso naquela partida, foi suspenso por dois jogos. Já cumpriu um deles e terá de ficar de fora também do confronto contra o Sport, no próximo domingo, às 18h30, na Ilha do Retiro, no Recife.

 


O advogado da Raposa, Sérgio Santos Rodrigues, está bastante otimista e acredita que o efeito suspensivo seja concedido ainda nesta quinta-feira para que o Cruzeiro possa continuar jogando como mandante no estádio Independência e os dirigentes exerçam suas funções normalmente até o julgamento do recurso. “Vamos entrar com recurso e um pedido de efeito suspensivo no Tribunal Pleno do STJD agora no princípio da tarde. Estou terminando de redigir e a nossa expectativa é de que o efeito saia hoje (quinta-feira) ainda, para que a decisão seja suspensa até o julgamento do recurso”, comentou o advogado celeste. “Se o efeito suspensivo for concedido pelo Tribunal Pleno, significa que o Cruzeiro poderá jogar normalmente no Independência quando tiver o mando de campo até que o recurso seja julgado”, completou.

 


Até o fechamento dessa edição o jurídico do Cruzeiro não havia sido informado de alguma decisão.

 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.