terça-feira, 29 de Novembro de 2011 14:04h Luciano Eurides

Cruzeiro volta a Atibaia em busca de um melhor futebol

Os jogadores do Cruzeiro voltam aos treinos hoje, às 9h30, na Toca da Raposa II, quando o técnico Vágner Mancini vai começar a preparar a equipe para o jogo de domingo, contra o Atlético, às 17h, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro. Na tarde, a Delegação seguirá para Atibaia, no interior paulista, onde o time realizará treinamentos até sábado.


Recentemente, o Cruzeiro esteve em Atiabaia-SP para a preparação para o jogo contra o Internacional, disputado no dia 13 de novembro, na Arena do Jacaré, e válido pela 34ª rodada do Brasileirão. Naquela oportunidade, a Raposa venceu por 1 a 0, com gol do argentino Ernesto Farías.
Ao fim do jogo deste domingo, quando o Cruzeiro empatou com o Ceará em 2 x 2, no estádio Presidente Vargas, o técnico Vágner Mancini fez sua análise da partida, na qual a Raposa, por muito pouco, não saiu de campo vencedora, já que saiu atrás no placar, mas conseguiu empatar e virar, no entanto, sofreu o gol de empate quando o duelo se aproximava do fim.


O comandante celeste comentou sobre o sentimento por estar com a vitória nas mãos, e, em um lance previsível, permitir que o adversário empatasse o jogo. Entretanto Mancini se manteve confiante que o Cruzeiro terá êxito na rodada final do Brasileiro. “Em termos de evolução do que vimos no jogo hoje, a gente fica chateado, porque o jogo estava nas nossas mãos e não soubemos administrar. Faltava pouco, o Ceará até certo ponto já estava sem nenhum tipo de  surpresa no jogo, estava jogando bola longa só dentro da área após a entrada do Washington e isso deixou o jogo mais equilibrado em termos defensivos. A gente lamenta, mais ainda tem um jogo a gente depende de nós mesmos ainda”, disse.


Para o treinador do Cruzeiro, o time acabou cedendo o empate por causa da ansiedade para que o partida se encerrasse logo. Mas Mancini ressaltou o poder de reação demonstrado pela equipe cinco estrelas, ao levar o gol e não se abater, conseguindo empatar ainda no primeiro tempo e virar o placar na etapa final. “A gente empatou e virou que é muito difícil aqui dentro e na hora que tínhamos que ter a posse de bola, a gente entende, é normal, um time que esta numa situação dessa, ele não vê a hora do jogo acabar, e para de pensar no momento de reter a bola e fazer com que o Ceará tivesse dificuldade de jogar. Mas futebol é assim, temos que entender, embora a gente fique chateado. Falta um jogo ainda, no nosso estado, com a nossa torcida e acreditamos muito que vamos escapar dessa situação, ratificou.


Os desfalques para o próximo jogo, já que Fábio, Montillo e Marquinhos Paraná receberam o terceiro cartão amarelo e terão de cumprir suspensão, também foram alvo do comentário de Vágner Mancini. O técnico celeste lamentou a perda desses atletas, mas assegurou que o Cruzeiro irá para campo no domingo que vem com a mesma determinação e vontade de vencer. “É mais um agravante, mas isso não pode tirar nosso ímpeto. O Montillo e o Fábio fizeram uma baita partida e isso precisa ser lembrado. Aquela semana em Atibaia foi muito importante para nós e nos trouxe uma vitória. Vamos entrar no domingo, disposto a bater o Atlético-MG, pois será o jogo de nossas vidas”, finalizou Mancini.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.