quarta-feira, 16 de Março de 2016 10:51h Atualizado em 16 de Março de 2016 às 10:54h.

Cuca já tentou tirar Carlinhos Neves do Atlético

Na liderança do Grupo 5 da Libertadores com sete pontos, o Atlético ficará muito perto da classificação em caso de vitória sobre o Colo-Colo, nesta quarta-feira, às 21h45, no Horto

Independentemente de outros resultados, o Galo precisaria apenas de mais um ponto nas duas últimas partidas, contra Independiente del Valle (no Equador), e Melgar (em BH), para selar a vaga.
Com mais quatro pontos (sendo três contra os chilenos), o Atlético chegaria a 11 e poderia ser superado apenas por um dos três rivais, uma vez que ainda existe o confronto direto entre Colo-Colo e Independiente del Valle, na última rodada, em Santiago. “Nos preparamos para um jogo muito difícil, assim como foi no Chile. Mas, com todo o apoio que teremos da nossa torcida, com a forma que o time tem jogado em casa, temos que tentar fazer um grande jogo, conseguir uma vitória e estaremos praticamente classificados. Temos que encarar esse jogo como uma final, fazer de tudo para ganhar. Como sempre falo, Libertadores é difícil, e sabendo que em frente teremos um rival que vai ser duro”, disse o técnico Diego Aguirre.

 

 

Fogo amigo
Apresentado nesta segunda-feira como novo técnico do Palmeiras, Cuca tentou tirar Carlinhos Neves do Atlético. Mas o coordenador técnico do Galo revelou que nem quis ouvir a proposta do ex-comandante alvinegro, com quem formou parceria no título da Libertadores em 2013.
Além de negar o convite para se transferir para o Palmeiras, Carlinhos Neves destacou o novo trabalho que desenvolve no Atlético após ser chamado de volta ao clube neste ano pelo presidente Daniel Nepomuceno e pelo diretor de futebol Eduardo Maluf. “Seria incoerência se eu levasse essa conversa adiante. É óbvio, como conheço o Cuca há muito tempo, foi meu jogador no Grêmio, no Palmeiras, trabalhamos juntos aqui, no São Paulo, na China, mas o Daniel e o Maluf me ofereceram um cargo e entenderam que eu teria capacidade para fazer esse trabalho que estou iniciando. Essa intenção pode ter existido, mas nem deixei que ela caminhasse”, disse à Itatiaia.

 

 

 


Em 2013, Carlinhos Neves trabalhou no Atlético como preparador físico. Após passar dois anos na China, ao lado de Cuca no Shandong Luneng, o profissional retornou ao Galo neste ano como coordenador técnico com a missão de integrar algumas áreas do clube, com fisiologia, fisioterapia, departamento médico e a nutrição. “Estou muito à vontade, estou gostando, acho que é um processo que pode fazer muito bem ao Atlético e ao futebol”, declarou.
Com a negativa de Carlinhos Neves, Cuca levou para o Palmeiras o preparador físico Omar Feitosa, que já trabalhou na função no clube paulista entre 2007 e 2010.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.