terça-feira, 17 de Setembro de 2013 08:08h

Cuca simula pontuação e vê Galo junto de Cruzeiro e Botafogo no final

Técnico do Atlético-MG revela que projetou campeonato até o fim e o Atlético aparecia entre os primeiros colocados: 'Brasileiro está aberto'

São 18 pontos de diferença entre o Atlético-MG, décimo colocado, e o rival Cruzeiro, líder do Campeonato Brasileiro. Porém o técnico atleticano, Cuca, está confiante de que os dois clubes de Belo Horizonte estarão muito próximos na classificação até a última rodada, no dia 8 de dezembro. No "Bem, Amigos!" desta segunda-feira, o treinador revelou que fez uma simulação dos jogos que restam do campeonato e apostou no Galo na briga entre os primeiros colocados

- Este Brasileiro está aberto. Não se enganem que só Cruzeiro e Botafogo vão disputar o título, porque não é assim. Eu estava com o (diretor de futebol, Eduardo) Maluf no simulador, que é gostoso de fazer. No final deu um ponto de diferença de um para o outro. O Atlético estava lá junto. Chegamos lá em cima - garantiu Cuca, que preferiu não revelar quem ficou com o título na simulação que fez.

Apesar de ainda apostar no seu próprio time, Cuca confessa que hoje o favorito à conquista do Brasileirão é o Cruzeiro, mas lembra que uma possível queda de rendimento da Raposa seria normal.

- Vejo como o grande favorito pelo futebol que está jogando, mas é difícil um time manter esse nível, de setenta e poucos por cento (o Cruzeiro tem hoje 73% de aproveitamento), até porque o campeonato mostra que o segundo turno é sempre mais difícil que o primeiro.

O Atlético-MG tem a seu favor o fato de ter um jogo a menos que a maioria dos adversários, já que ainda tem uma partida atrasada diante da Ponte Preta, marcada para o dia 3 de outubro, no Independência. O Galo é o décimo colocado, com 28 pontos, enquanto o Cruzeiro é o primeiro com 46 pontos. Os rivais mineiros se enfrentam no segundo turno do Brasileiro no dia 13 de outubro, pela 28ª rodada.


Cuca defende Ronaldinho na Seleção:
'Se eu fosse o treinador, ele estaria'


Técnico do Atlético-MG elogia meia-atacante do Galo, apesar de respeitar opção de Felipão, que deixou o jogador de fora da Copa das Confederações

A ausência de Ronaldinho Gaúcho da seleção brasileira, especialmente na Copa das Confederações, ainda é assunto, principalmente para o técnico Cuca, que comanda o meia-atacante no Atlético-MG. Em participação no "Bem, Amigos!" desta segunda-feira, Cuca afirmou que se estivesse à frente da Seleção, Ronaldinho estaria convocado (assista ao vídeo).

- Se eu fosse o treinador da Seleção, ele estaria. Eu tenho a minha convicção e o Felipe (Luiz Felipe Scolari) tem a dele, e ele é muito mais experiente do que eu, principalmente em cima de Seleção, sabe montar, é ganhador, e isso tem que ser respeitado. Mas o Ronaldo vive um grande momento, é um excepcional jogador, está trabalhando bem, está bem fisicamente, e eu torço para que ele continue nessa batida para que possa deixar a Seleção ainda mais forte - defendeu o técnico.

Cuca ainda voltou a citar um boato que o deixou muito irritado à época da convocação de Felipão para a Copa das Confederações, quando a ausência de Ronaldinho foi questionada.

- Muita gente falou que o Felipão não levou o Ronaldo porque ligou para mim e eu falei que não era para levar. Isso foi um boato que surgiu lá no Rio de Janeiro na convocação - explicou o técnico do Atlético-MG

A próxima oportunidade de Ronaldinho voltar à seleção brasileira de Felipão é em outubro, quando a equipe enfrenta a Coreia do Sul, em Seul, no dia 12, e três dias depois joga em Pequim, diante da China.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.