terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011 00:00h

CVT de Nova Serrana investe em projetos culturais

Além da formação profissional, o Centro Vocacional Tecnológico de Nova Serrana (CVT) investe forte em atividades artístico-culturais. Exemplo é o projeto “Capoeira e Cidadania”, desenvolvido em parceira com a equipe do ProJovem Urbano. Outra ação que merece destaque são os cursos de Balé e Jazz, ministrados em conjunto com a Secretaria Municipal de Cultura.

O coordenador geral do CVT, professor Willian Barcelos, explica que as atividades são um sucesso. “Temos alcançado um alto índice de participação, que supera, e muito, as nossas expectativas. Para se ter ideia, as aulas de capoeira, que são ministradas as terças e quintas-feiras, tornaram pequeno o salão de eventos da unidade. Outra atividade bastante prestigiada são as aulas de balé e jazz.”

A capoeira conta com profissionais gabaritados, como o professor Gilson Rodrigues, formado em educação física e com experiência na Europa. O mestre Di, como é conhecido, faz parte do Centro Cultural Monte Sião, que reúne capoeiristas brasileiros, alemães e poloneses.

As aulas de dança são realizadas pela bailarina Juliana Maia, formada pelo Movimento para o Ensino de Dança pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com passagens pela Cia. de Dança Sesiminas/BH, Royal Academy of Dance (Inglaterra) e formação na metodologia cubana com o professor Pablo Monet (primeiro bailarino de Cuba).

“Toda essa experiência repercute no interesse das pessoas. Somente para a seleção de novas turmas, o CVT de Nova Serrana atenderá no dia 19, sábado, cerca de 350 crianças, todas interessadas em fazer parte da escola de dança”, conta Willian.

Os interessados em participar destes e de outros projetos do CVT de Nova Serrana, devem se inscrever gratuitamente na unidade, situada na Avenida Dom Cabral, 375 – Jardins do Lago. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 21 h. Mais informações pelo telefone (37) 3226-5049.

O CVT de Nova Serrana é uma unidade da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado (RFPOM), projeto do Governo de Minas, coordenado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes - MG), com apoio das Prefeituras Municipais.

O objetivo é ampliar a capacitação local e regional; combater a exclusão digital e social; gerar emprego e renda; e contribuir para a melhoria de vida da população a partir da capacitação profissional. Para isso, duas frentes de trabalho estão em atuação: alfabetização digital e formação e aperfeiçoamento profissional.

Hoje, a RFPOM está consolidada com a implantação de 571 unidades interligadas em banda larga, representadas por 84 CVTs e 487 Telecentros. São 4.5 mil microcomputadores conectados, colocando Minas Gerais como um dos estados a possuir um dos maiores programas de inclusão digital e social do País.

O projeto alcança mais de 360 municípios e soma mais de 500 mil cidadãos certificados em cursos presenciais e a distância, nas áreas comportamentais, gerenciais e profissionalizantes, além de 1 milhão de pessoas beneficiadas com o acesso à internet.

Investimento de mais R$ 130 milhões

A estrutura da RFPOM totaliza o investimento de mais de R$ 130 milhões, recursos provenientes do Governo de Minas e do Ministério da Ciência e Tecnologia – MCT, por meio de emendas parlamentares.

Na montagem de um CVT são gastos, em média, R$ 600 mil, e de um Telecentro R$ 50 mil. Depois de montadas, as unidades são mantidas pelo Governo de Minas, em parceria com as Prefeituras Municipais e entidades gestoras, como ONGs, organizações da sociedade civil e entidades.

Centro Vocacional Tecnológico de Nova Serrana


Av. Dom Cabral, n°375 - Jardins do Lago | Nova Serrana / MG

(37) 3226 9090

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.