sexta-feira, 2 de Março de 2012 08:53h Atualizado em 2 de Março de 2012 às 10:04h.

Danilinho aparece no treino

A participação do atacante Danilinho e do lateral-direito Carlos César, liberados pelo departamento médico, foi a novidade do treinamento técnico realizado na tarde desta quinta-feira, na Cidade do Galo.
O dia foi de trabalho em dois períodos, sendo que, pela manhã, os atletas realizaram atividades físicas no campo e na academia.
O meia Bernard segue em tratamento de lesão muscular na panturrilha direita. Já o zagueiro Leonardo Silva permanece em fase de transição para a preparação física.
Na última partida contra o Guarani-MG, Danilinho voltou a sentir a lesão no tornozelo direito e tudo indica que o meia-atacante será desfalque para o jogo contra o América, no próximo domingo, na Arena do Jacaré.
Assim sendo, quem surge como principal candidato para a vaga é Neto Berola, que vem treinando como titular da equipe, nos treinos coletivos comandandos por Cuca. Para o atacante, a nova oportunidade recebida é vista como a chance ideal para que ele possa ser, finalmente, um jogador-chave para o Atlético e deixar a estigma de ‘atleta de segundo tempo’. “Claro que quero ser um jogador importante da equipe. Busco isso diariamente aqui na Cidade do Galo, sempre trabalhando para mostrar um bom futebol. Como eu falei no começo de temporada: tenho que aproveitar da melhor maneira possível as chances que recebo e esse jogo contra o América é uma delas”, disse o atacante do Atlético.
Para alcançar tal objetivo, Berola já sabe qual é o caminho a ser traçado: recuperar o bom futebol de 2011 e obter uma maior sequência de partidas com o Galo. “Tomara que eu jogue contra o América. O desempenho que eu tive no ano passado irá voltar, falta um pouco mais de confiança, mas sei que se eu conseguir atuar mais regularmente, poderei provar o meu valor e obter um papel mais importante no time”, afirmou.
E, segundo o próprio jogador, um dos obstáculos a serem driblados são as finalizações, já que os gols - tão essenciais para qualquer jogador ofensivo - tem passado longe do retrospecto de Berola, nas últimas cinco partidas. “Sei que não vou perder mais gols como aquele, contra o Guarani. Vou fazer os gols, porque atacante vive disso. Estou trabalhando para melhorar este aspecto. Tenho certeza que voltarei a fazer os gols, é questão de momento e irei superar isso - avaliou o velocista”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.