quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2012 10:24h Luciano Eurides

Danilinho livre para jogar

De volta ao Brasil depois de quatro temporadas no futebol mexicano, o atacante Danilinho aguarda ansiosamente o momento de sua reestreia pelo Atlético. Na partida contra o Boa ele teve de cumprir suspensão, por uma expulsão contra o Cruzeiro.
E ele espera que ela aconteça já neste domingo, diante do América-TO, em Teófilo Otoni, pela 2ª rodada do Campeonato Mineiro. “Sempre dá aquela ansiedade de jogar a primeira partida, de volta, diante da torcida, que sempre me apoiou. Vou trabalhar durante a semana para ficar à disposição do professor e, se tiver a oportunidade de jogar, tentar retribuir o carinho dessa torcida maravilhosa que é a do Atlético”, disse Danilinho, que espera retornar ao time com o pé direito. “Espero voltar bem, ajudar meus companheiros. O mais importante é ajudar a equipe a conquistar os três pontos”, afirmou.
Danilinho concluiu avaliando de forma positiva a estreia do Galo no Estadual. “É sempre bom vencer a primeira partida. A equipe jogou bem e espero que a gente possa continuar dessa maneira”.
A boa estreia no Campeonato Mineiro não ilude o zagueiro Réver, ele sabe que o Atlético terá dificuldades no próximo domingo, contra o América de Teófilo Otoni, no estádio Nassri Mattar. Apesar de considerar a partida como um jogo perigoso, o atleta avisa que o Galo não pode fugir a responsabilidade e terá que buscar a vitória mesmo atuando longe da torcida. “Jogo diferente, até porque a equipe do América vai jogar em casa, ter responsabilidade. Mas também não podemos fugir da responsabilidade de buscar a vitória fora de casa. Vamos respeitando a equipe deles, que vai ter um algo a mais para buscar a vitória em cima da gente”, declarou.
Outro ponto que preocupa o zagueiro atleticano é o gramado. O jogador admite que ainda não atuou em Teófilo Otoni, mas já obteve informações que o estado do campo não é dos melhores. “O que se espera é campo pequeno, pressão da torcida como em todos os jogos do interior, não podemos esperar nada que não for isso, então temos que estar bem atentos”, afirmou.
Com o gramado ruim, uma arma que o Atlético pretende utilizar é a chamada bola parada, jogadas em cobrança de falta e escanteio principalmente. “Temos trabalhado bastante a bola parada. Já é um ponto forte ofensivamente, este ano nossa preocupação é com a parte defensiva, já que estamos com um time um pouco mais baixo, então para não ser surpreendido temos de treinar.”

WESLEY
O volante Wesley pode ser a bola da vez no Atlético. Depois de a negociação ter esfriado há algumas semanas, o nome do atleta ganhou força nos últimos dias. Inclusive, o jornal alemão Bild divulgou que o Galo teria feito uma proposta de 4,5 milhões de euros para adquirir os direitos do jogador junto ao Werder Bremen.
 

danilinho, livre, jogar

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.