sábado, 28 de Fevereiro de 2015 04:32h

De Arrascaeta garante ter preparo físico para todo o jogo

Substituído aos 15 minutos do segundo tempo da partida contra o Universitario de Sucre, na Bolívia

Substituído aos 15 minutos do segundo tempo da partida contra o Universitario de Sucre, na Bolívia, que terminou empatada em 0 a 0, o uruguaio De Arrascaeta garantiu que poderia continuar em campo defendendo o Cruzeiro na estreia do clube na Copa Libertadores.
A declaração foi dada no desembarque da delegação celeste, nesta quinta-feira, no Aeroporto de Confins, que contradisse o técnico Marcelo Oliveira. Na entrevista coletiva após o jogo, o treinador alegou que tirou o meia porque ele 'sentiu a altitude'. “Não pedi para sair. Foi simplesmente o técnico que achou que era o melhor naquele momento. Não poderia ficar na força”, declarou De Arrascaeta, que tratou, em seguida, de não polemizar a situação afirmando que entende a posição de Marcelo Oliveira.
“Obviamente que um companheiro que entra do zero, entra com mais ar, com mais gana e mais força. Simplesmente, o técnico decidiu que eu saísse, obviamente que quem entra, entra com força, com a capacidade de reverter o resultado”, ressaltou o uruguaio. De Arrascaeta deixou o campo após fazer uma bela jogada pela esquerda, passando pelos marcadores, invadindo a área, mas sendo parado pelo goleiro, que saiu nos seus pés para evitar o gol.
Questionado a respeito da substituição do camisa 10, Marcelo Oliveira viu o jogador errando alguns lances, além de não conseguir voltar para marcar, pois sentiu os 2.800 metros de altitude da cidade de Sucre. "Ele foi um dos que sentiu mais. Normalmente, ele não erra tantas bolas. Tentava jogar e não conseguia. Precisávamos que ele voltasse um pouco mais no segundo tempo. Ele sentiu a marcação de um dos volantes, não conseguiu acompanhá-lo", justificou.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.