quinta-feira, 7 de Julho de 2011 15:59h Atualizado em 8 de Julho de 2011 às 12:18h. Luciano Eurides

Decisão da Imef Vasco da Gama aposta na qualidade técnica

A categoria 96 do Vasco da Gama é a segunda da história do clube a chegar a uma final e curiosamente com o treinador Átila Júlio do Amaral. Naquela época o Vasco trouxe o título do Campeonato promovido pelo Instituto Mineiro de Escolinhas de Futebol (Imef).  O alvinegro passou pelo América de Sete Lagoas, até certo ponto de uma maneira fácil e encara o Palmeiras na final inédita e divinopolitana.


Uma seleção dos melhores jogadores da região. Talvez pelo efeito Guarani, já que a equipe representa o Bugre no Campeonato Mineiro da Federação Mineira de Futebol (FMF) na infantil. Muitos jogadores passam a buscar o time cruzmaltino. O treinador Átila tem a semana para passar aos garotos o quanto é bom ser campeão. “Estamos na luta há bastante tempo, estamos indo para a segunda final da competição e espero conseguir fazer um bom jogo de decisão, um jogo que possa agradar a todos, e se fizermos por onde, sairmos vencedores. É muito importante ser campeão em uma competição dessa qualidade. É um mineiro de escolinhas, acho muito válido e uma vitrine boa, os grandes vão estar olhando, no dia da final estrão os melhores clubes envolvidos na disputa, quem souber aproveitar tem de estar dentro”, falou.


Com relação ao foto da final ser divinopolitana o treinador considera uma ‘festa caipira na capital’. “Aumenta a rivalidade e vai fazer a diferença, quem souber determinar melhor dentro de campo vai sair vencedor. Os meninos tem treinado a semana inteira e buscando”, considerou.


Certamente o Vasco da Gama tem uma equipe altamente técnica e três jogadores merecem especial atenção. O zagueiro Diogo fez uma partida frente o América de maneira impecável. Ganhou todas as bolas pelo alto, chegou firme por baixo e não ficou preso na zaga, tanto que marcou o segundo gol. Outro é o atacante Gabriel, a cada jogo vem crescendo, começou muito inibido, mas já insere velocidade e de um porte físico invejável. O atleta Bruno receberá com toda certeza uma marcação individual, ele tem uma habilidade espetacular. Uma arma muito utilizada e fatal são os chutes a longa distância da ala esquerda, Junior pega muito bem na bola e sempre leva perigo.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.