sexta-feira, 11 de Dezembro de 2015 08:57h Atualizado em 11 de Dezembro de 2015 às 08:59h. Luciano Eurides

Definida a semifinal da Copa Divinópolis

Os jogos do domingo (06) da Copa Divinópolis definiram os semifinalistas do torneio

Classificaram-se os times: Maria Helena, Vila Nova, Palmeiras e União Desportivo. Os confrontos da semifinal estão definidos, sendo no domingo o jogo União Curriria x Palmeiras, no Campo do Flamengo, às 16h, e Vila Nova x Maria Helena, no Campo da Gecol, às 15h. Partida única, sem vantagem, havendo empate, a decisão será nos pênaltis.

O União se classificou ao passar pelo Boca Jusa/Griphy Sports. O jogo ficou empatado em 1 a 1, mas o União ficou com a vaga, pois havia ganhado o jogo de ida por 3 a 1. O Vila Nova venceu o Napoli por 2 a 1 e o Maria Helena venceu o Colorado pelo mesmo placar.

Já o jogo entre Palmeiras e Juventude, ficou empatado em 1 a 1, Adilson fez o gol do Palmeiras e Tutu marcou para o Juventude, em uma cobrança de falta perfeita. A partida teve muitos lances polêmicos e o maior deles foi em uma bola cruzada na área do Juventude, Leandro Morcego completou para o gol, a bola passou entre as pernas do marcador e acertou o goleiro caído dentro do gol. Para a arbitragem, a bola não ultrapassou a linha de meta, para os jogadores e torcedores, foi gol. O placar também foi mantido graças a uma grande atuação do goleiro Sorin, da equipe do bairro Icaraí.

O placar levou a decisão para os pênaltis. O Palmeiras conquistou a vaga depois de uma excelente apresentação do goleiro Moisés, ele ainda contou com a sorte. Adilson fez 1x0 para o Palmeiras e Moisés defendeu a batida de Juninho, do Juventude. Morcego fez 2x0 e Tutu chutou para fora. Paulo chutou a terceira cobrança do Palmeiras na trave e Moisés defendeu a cobrança de Thor. Coube a Pachequinho fazer a última cobrança e definir a classificação para o alviverde do Afonso Pena, por 3x0 nas penalidades.

Para o goleiro Moisés, do Palmeiras, a equipe do Afonso Pena mereceu a classificação para a semifinal e espera não serem necessárias mais decisões por pênaltis, mas se acontecer, ele está à disposição. “Pude ajudar e chegar à semifinal depois de muita raça e vontade, fui muito feliz nos pênaltis, eu esperava pegar um pelo menos, os colegas podem ficar tranquilos, porque se houver pênaltis eu estarei lá, mas nosso time poderia ter ganhado no tempo normal, foram dois pênaltis não marcados e gol que ele não deu, o fato de jogar em outro campo não importa, pode ser em qualquer um”, alertou.

O meia Michel alertou para a necessidade da equipe se acertar. “A Copa Divinópolis é sempre difícil, os times são igualados e no próximo jogo temos que encarar com mais vontade, como já falei, nosso time é bom, está com vontade e o conjunto é forte e se Deus quiser vamos chegar à final. O fato de campo não interfere, todos jogamos nos campos da cidade, estamos acostumados já”, garantiu.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.