segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2016 09:07h

Deivid elogia paciência da equipe na busca pelo resultado positivo

Foi uma vitória suada do Maior de Minas, mas Deivid havia alertado da possibilidade disso acontecer

Para o treinador, a equipe do interior mineiro veio com os 11 jogadores de linha atrás e jogando por um contra-ataque. Deivid gostou da paciência do time na busca pelo gol da vitória e salientou a importância dos três pontos conquistados na tabela de classificação.

 

 

“Quando você joga contra um time pequeno, que vem com 11 atrás, tem que ter paciência. Falei isso durante a semana, que teríamos 90 minutos para fazer o gol. Sabíamos que o Tupi viria jogar por uma bola. Acho que a paciência prevaleceu. Fomos mais fortes no segundo tempo. O importante foram os três pontos”, disse o treinador.

O treinador revelou que mudou o esquema da equipe durante a partida já que seus comandados estavam encontrando dificuldade com a forte marcação do adversário. Após as modificações e as entradas de Élber e Arrascaeta, o treinador colocou Alison e Élber abertos na ponta e com isso o Cruzeiro ganhou força no ataque pressionando até conseguir marcar o gol que deu a vitória na competição.

 

 

“Pelas circunstâncias do jogo, tive que mexer durante a partida. Botei o Élber e o Alisson abertos, e o Rafael mais centralizado, para que a gente pudesse ter mais poder ofensivo. Tentei montar um sistema no 4-2-3-1, mas, pelas peças que nós temos, não conseguimos jogar defensivamente, apenas ofensivamente. Então, tem que ter humildade, dar um passo para trás, mudar o sistema e jogar como a gente vinha jogando. Quem ficou está acostumado a jogar assim. Quando você muda um conceito, é difícil, você não tem tempo, um mês e meio, como na Europa. E a gente vive de resultados, é a nossa cultura”, concluiu.

© 2009-2018. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.