terça-feira, 12 de Abril de 2016 09:37h Site Oficial do Cruzeiro

Deivid tem o melhor aproveitamento entre os técnicos da Série A

Passados 100 dias do início da temporada 2016 do futebol brasileiro, o treinador Deivid tem mostrado que a evolução de uma equipe só acontece com muito trabalho e dedicação

Com a vitória sobre a equipe do Boa Esporte, na última rodada da primeira fase do campeonato mineiro, o treinador chegou a 14 jogos no comando da esquadra azul e branca, sendo 10 vitórias, três empates e apenas uma derrota, totalizando um aproveitamento de 78,57%, o melhor entre todos os técnicos dos times que disputam a série A do Brasileirão.

Invicto e líder da primeira fase do estadual, nove pontos a frente do segundo colocado, o Cruzeiro de Deivid alcançou a sétima vitória consecutiva no último domingo, sendo seis pelo estadual e uma pela Primeira Liga, partida essa dirigida pelo auxiliar Pedrinho. Outro trunfo do treinador celeste é ser o único novato em relação aos demais 19 técnicos da primeira divisão do futebol brasileiro, o que credencia ainda mais o nobre feito do jovem treinador.

 

 

Deivid relaciona o ótimo momento no comando do Maior de Minas ao trabalho realizado por toda a comissão técnica do Clube. O treinador da Raposa enaltece os números à frente do Tetracampeão Brasileiro, mas ressalta que um Clube da grandeza do Cruzeiro Esporte Clube necessita de títulos e que ele e seus comandados farão de tudo para conquista-los para a maior torcida de Minas Gerais.

“O trabalho que a comissão técnica vem desempenhando aqui no Cruzeiro, a obediência de todos os jogadores do grupo, tudo isso é muito importante para que pudéssemos chegar a esse resultado. O trabalho sério que vem acontecendo desde janeiro, ajudou para que a gente chegasse a esses números, mas pensamos alto e queremos é ser campeões, não podemos parar por aí. Os números são bons, mas temos que trabalhar com os pés no chão para conquistar os títulos”, declarou o treinador.

 

 

 

“Temos que estar sempre em evolução, é o mais importante. Sabemos o quanto o ano é longo, além do mineiro, temos mais duas competições pela frente, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, e o time não vai permanecer invicto, mas temos que ter a consciência e a tranquilidade para quando isso acontecer nós possamos reverter a situação para mais tarde chegar ao nosso ideal” finalizou o treinador sobre o longo trabalho para a temporada.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.