sábado, 19 de Julho de 2014 05:19h Atualizado em 19 de Julho de 2014 às 05:21h.

Departamento médico escala o Galo

No retorno ao Campeonato Brasileiro, o Atlético deve utilizar uma equipe mesclada na partida contra o Bahia, neste sábado, às 18h30, no Independência.

Com a cabeça no título da Recopa Sul-Americana, diante do Lanús, quarta-feira, no Mineirão.
O técnico, Levir Culpi, deve optar pela escalação de um time diferente levando-se em conta o esforço físico dos atletas na Argentina. “É bem possível, o desgaste físico é muito forte. Quem assistiu à partida mais de perto percebeu que o gramado ainda estava um pouco pesado por causa da última chuva. Há a possibilidade de utilizar alguns jogadores para este próximo jogo contra o Bahia”, declarou o treinador após a partida em Lanús.
Como venceu na Argentina por 1 a 0, o Atlético entrará em campo diante da torcida precisando apenas de um empate para ficar com o título inédito, que seria o primeiro do clube nesta temporada. Para o jogo com o Bahia, duas alterações já são certas.
O volante, Pierre, e o lateral-esquerdo, Emerson Conceição, cumprem suspensão pelo terceiro cartão amarelo e estão vetados. A tendência é que entrem Josué e Pedro Botelho, que se recuperou de grave lesão na coxa esquerda. O lateral jogou apenas 36 minutos com a camisa alvinegra e se contundiu logo na estreia. Pode ser a nova chance do reforço contratado no início do ano.
Pensando na parte física, alguns jogadores podem ser poupados, como Leandro Donizete e Diego Tardelli, por exemplo. As opções para substituir o volante seriam Claudinei ou o jovem Eduardo. No ataque, Guilherme ou até mesmo Luan, que retornou de lesão, podem começar jogando contra o Bahia.
Já outros atletas têm a necessidade de ganhar ritmo de jogo e podem ser mantidos na equipe, como os casos de Marcos Rocha, Maicosuel, Ronaldinho e Jô.
Caso vença o Bahia no Independência, o Atlético tem chances de se aproximar do G-4 dependendo dos outros resultados. Atualmente, a equipe está no meio da tabela do Brasileirão com um jogo a menos, já que o duelo com a Chapecoense, em Santa Catarina, foi adiado para o dia 6 de agosto por causa do primeiro confronto da final da Recopa.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.