sexta-feira, 31 de Outubro de 2014 06:33h

Derrota do Galo é uma surpresa na Copa do Brasil

Levir Culpi não escondeu a surpresa com o placar de 2 a 0 na derrota para o Flamengo, na noite de quarta-feira, no jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil

Para avançar à final da Copa do Brasil, o Atlético precisará vencer o Flamengo na próxima quarta, às 22h, por três gols de diferença.
A equipe alvinegra está diante da mesma situação que enfrentou nos confrontos contra Newell's Old Boys-ARG e Olimpia-PAR, na Libertadores 2013, e Corinthians, na fase anterior. Repetindo o 2 a 0, a decisão da vaga será nos pênaltis.
O técnico do Atlético reconheceu a superioridade do rival no ataque, mas admitiu que não esperava o revés por dois gols. "Foi um resultado ruim, mas está aberto. Achei a partida equilibrada, apesar do resultado. Como eles finalizaram e tiveram oportunidades, ok. Não quero lamentar", declarou o treinador, sem desanimar.
Levir Culpi mostrou confiança em arrancar outra grande virada na Copa do Brasil, assim como fez contra o Corinthians. Nas quartas de final, o Atlético também levou 2 a 0 na ida. Mas, na semana seguinte, obteve incrível virada, pelo placar de 4 a 1, em Belo Horizonte.
"Na quarta-feira, podem estar certos que podemos reverter o resultado e vamos fazer de tudo para vencer", declarou o técnico. "Sabemos que temos condições de reverter uma situação como essa. É só não desanimar, concentrar, não procurar muitos culpados. Eu penso que, se estivermos focados, podemos reverter essa situação lá. Teremos chances para fazer gols", reforçou.
O atacante Diego Tardelli evitou apontar um culpado pelo revés e afirmou que o time tem condições de obter outra virada, na próxima quarta-feira, no Mineirão. O camisa 9 aposta na 'mística' criada na campanha do título da Copa Libertadores de 2013 e que se repetiu no duelo recente contra o Corinthians, pelas quartas de final. “Temos totais condições de fazer o placar novamente, de fazer gol no Mineirão. Não tem nada acabado ainda”, avisou.
Diferentemente dos últimos jogos, o time errou muitos passes e parecia nervoso em campo. Mas Tardelli evitou culpar alguém por falta de empenho. “Não é hora de colocar a culpa em ninguém. Todo mundo tem consciência do que jogou”, disse.
Ao contrário de Tardelli, o meia-atacante Maicosuel criticou a postura da equipe. Na opinião do jogador, o Atlético não pode pensar que sempre irá conseguir reverter placares adversos e pediu mais atenção. “O nosso time está pecando nisso, de achar que todo jogo vai ser igual ao do Corinthians, que toda partida temos que fazer história. Temos que concentrar mais para não ficar lamentando depois”, alertou.
Apesar das críticas, o camisa 70 também acredita na reação no jogo da volta. “Sem dúvida, a gente sabe que pode reverter no Mineirão, temos que tentar agora”, afirmou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.