quarta-feira, 19 de Outubro de 2011 13:14h Luciano Eurides

Desfalques são um problema crônico na Cidade do Galo

O grande número de desfalques no time do Atlético Mineiro, principalmente antes da partida contra o Vasco, Cuca evitou reclamar. Após a derrota, porém, o treinador relembrou os jogadores que não puderam entrar em campo, os quais ele considera essenciais para um bom rendimento do time.


As perdas mais lamentadas foram de Réver, Pierre e Bernard. “No jogo de domingo, nós tínhamos cinco, seis desfalques. Isso é 50% da nossa equipe. Faz muita falta. Nós perdemos o Bernard, que dá a velocidade pela lateral. Perdemos Réver e Pierre também. Não adianta procurar um culpado para este resultado ruim. A culpa é do treinador, que escalou o time”, disse.


O trio, que se ausentou do duelo com o Cruz-Maltino, por cumprir suspensão automática, tem um ótimo aproveitamento com a camisa do Galo. Com os três, o Atlético fez sete jogos e conquistou 62% dos pontos disputados. Foram quatro vitórias, contra Atlético-PR, Avaí, Bahia e Santos, duas derrotas, para São Paulo e Vasco, e apenas um empate, diante do Flamengo.


Outro jogador que desfalca a equipe do Atlético há três partidas, é o meia-atacante Daniel Carvalho que sofreu um estiramento grau um no músculo adutor da coxa esquerda no jogo contra o Ceará. O apoiador deve retornar ao time contra o Fluminense, no sábado.


A previsão do departamento médico do Atlético é que Daniel Carvalho reúna condições de jogo no próximo fim de semana. O técnico Cuca, no entanto, não demonstra muito otimismo ao comentar o retorno do jogador aos gramados. Para o treinador, o meia precisa trabalhar um pouco mais para adquirir ritmo. “ A perspectiva de recuperação do Daniel Carvalho é boa, mas temos de entender uma outra situação. Uma coisa é ele deixar o departamento médico. Ele ter o ritmo de jogo ideal para entrar em campo é outra coisa completamente diferente. Durante a semana, vamos saber se ele tem condição de voltar a jogar na próxima partida”, disse.


Na semana passada, o apoiador realizou um trabalho físico na Cidade do Galo. Entretanto, ele ainda está sob os cuidados dos médicos do clube mineiro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.