quarta-feira, 28 de Setembro de 2011 13:36h Luciano Eurides

Didira é a novidade no treino do Atlético

Já visando ao jogo contra o Ceará, pela 27ª rodada do Brasileirão, o elenco atleticano se reapresentou na tarde desta terça-feira, na Cidade do Galo.
Os jogadores que atuaram 90 minutos diante do Internacional fizeram atividades físicas no campo e na academia e os demais participaram de um coletivo contra os juniores.


A equipe iniciou o treino com Lee; Carlos César, Werley, Lima e Richarlyson; Pierre, Serginho, Renan Oliveira e Didira; André e Jonatas Obina.
O atacante Neto Berola fez trabalho físico de corrida em volta do campo e deverá ser liberado para treinar normalmente nesta quarta-feira, quando haverá treinos em dois períodos, às 9h e às 15h30.


O Atlético-MG tem três jogos importantíssimos na sequência do Campeonato Brasileiro. O Galo enfrentará, dentro de seus domínios, Ceará, América-MG e Santos, respectivamente. Para o técnico Cuca, é obrigação do Alvinegro conquistar os nove pontos em disputa. No entanto, alguns jogadores não compartilham essa ideia.


Dudu Cearense enxerga os próximos jogos como fundamentais para o objetivo do time no Brasileirão. O volante, porém, não espera um rendimento máximo do Galo nos confrontos. Para o jogador, duas vitórias e um empate seria o ideal para a equipe. “São três jogos cruciais para nós, porque todos serão dentro de casa. Se fizermos sete desses nove pontos que estão em disputa, está excelente. Temos de aproveitar o fator casa e conseguir os resultados para respirarmos um pouco mais na tabela”, declarou Dudu, que ainda demonstrou confiança no elenco atleticano. O volante acredita que, apenas com muito trabalho, o Galo sairá dessa situação desagradável no Brasileiro. “Com muito trabalho, vamos sair dessa situação. Não é fácil, pelo contrário. É muito difícil, mas o nosso time tem qualidades que poucos times têm. É complicado! Temos de pensar em cada partida, mas com tranquilidade vamos sair dessa”.

 

 

Renan Ribeiro


A irmã do goleiro do Atlético-MG, Renan Ribeiro, morreu nesta na madrugada desta terça-feira, por volta de 5h, na cidade de Barretos, interior de São Paulo. Bianca, de apenas 15 anos, descobriu, em setembro de 2010, que tinha um câncer no cérebro.


No último domingo, na partida contra o Internacional, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Beira-Rio, o jogador foi dispensado para visitar a irmã, que estava internada devido a piora no quadro de saúde. O defensor da meta alvinegra na ocasião foi Giovanni.


O presidente alvinegro, Alexandre Kalil, desejou força ao jogador e aos seus familiares através de seu twitter. “Força ao Renan Ribeiro e a toda sua família nesse momento difícil “, escreveu o mandatário atleticano em seu microblog.


A assessoria de imprensa do Galo ainda não informou, mas existe a possibilidade de Renan Ribeiro não atuar no confronto do próximo domingo, às 16h, pela 27ª rodada do Brasileirão, contra o Ceará, na Arena do Jacaré.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.