sexta-feira, 10 de Agosto de 2012 08:49h Gazeta do Oeste

Diretor considera normal instabilidade do time e projeta 2013 melhor

O sobe e desce do Cruzeiro na classificação do Campeonato Brasileiro parece não preocupar o diretor de futebol celeste, Alexandre Mattos. Na competição, a equipe estrelada já viveu dias de glória na liderança e momentos de preocupação na parte intermediária da tabela. Porém, segundo Mattos, essa situação é normal em um time que ainda está em fase de entrosamento.

 

 

“Ainda há alguns contatos sendo feitos, jogador chegando, jogador saindo, isso tudo acarreta essa situação de fazer alguns grandes jogos, como ganhar do Vasco no Rio, e acontecer outros desastrosos, como o do Grêmio, por exemplo. Isso é normal de uma equipe que está sendo montada durante o campeonato, que está se reestruturando politicamente e tecnicamente, questão da comissão técnica também”, disse à Rádio Itatiaia.

 

O dirigente, que efetivou importantes acertos para o Cruzeiro na temporada, não descartou a chegada de novos nomes ao elenco, mas ressaltou que a diretoria está sendo criteriosa nas negociações.

 

 

“Dentro desse processo, os contatos estão sendo feitos. Assim como o torcedor, nós também só queremos buscar jogadores que realmente possam vir e jogar, como é o que está acontecendo ultimamente no Cruzeiro”.

 

Alexandre Mattos ainda demonstrou otimismo em relação à evolução do grupo para as próximas temporadas. Para ele, o acordo com a Minas Arenas para a equipe mandar 100% dos seus jogos no Mineirão, a partir de 2013 e pelos próximos 25 anos, também terá desdobramentos positivos para o clube.

 

 

“Com a abertura do Mineirão, uma base que está sendo formada, algumas outras situações de marketing e sócio torcedor, com a credibilidade que esta diretoria está mostrando para o mercado e alguns investidores estão começando a procurar o Cruzeiro, isso tudo é um processo que leva dois, três anos, e com certeza será vitorioso”.

 

 

 

 

 

 

 

SUPERESPORTES

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.