quinta-feira, 14 de Julho de 2016 13:23h

Diretoria do Atlético esclarece dúvidas sobre as negociações de atletas

Quem acompanhou a matéria de ontem do Gazeta do Oeste ou os principais noticiários esportivos percebeu as dúvidas sobre quem sai e quem chega à Cidade do Galo

Essa especulação é acompanhada por atletas e patrocinadores. Cria um ambiente inseguro, tanto dentro do campo como no financeiro. Por isso, o presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, veio a público para esclarecer os questionamentos.

Ele reprovou a proposta do Chongqing Lifan, da China, pelo centroavante Lucas Pratto. A oferta dos orientais, que giraria em torno de 7 milhões de euros (R$ 25 milhões) foi pequena, afirmou o dirigente em entrevista nesta terça-feira, na Cidade do Galo."A proposta que chegou é muito longe do que o jogador pretende para sair e do que o clube merece. Como a janela [do futebol chinês] fecha no domingo, a qualquer momento pode chegar [uma nova proposta]", ponderou.

 

Já sobre a situação de Dátolo, cujo vínculo com o Galo termina no fim deste ano e já pode assinar um pré-contrato com outra equipe, Nepomuceno disse que o jogador quer permanecer no clube. "Conversei com o Dátolo. Ele pretende ficar no Atlético. Ele está nesse período que pode assinar pré-contrato, isso muda muito", explicou."O Rodrigo [Lasmar, médico do clube] me falou hoje que, em no máximo dez dias, o Dátolo estaria pronto para treinar. Eu acho que é nessa hora que você tem que contar com os jogadores que fizeram, fazem a história e estão com contrato com o time. Com uma notícia dessa, de que o Cazares pode ficar até 60 dias fora, a gente conta com o elenco", destacou.

Nepomuceno disse que está mais preocupado em focar no elenco atual do que em contratações ou perdas, mas falou sobre a possibilidade de negócios com o Independiente Del Valle, do Equador, que tem jogadores na mira do Atlético, com o zagueiro Arturo Mina.

 

 

A situação depende, entretanto, da classificação ou não do clube equatoriano para a final da Copa Libertadores. A decisão do torneio continental será disputada em 20 e 27 de julho e a janela de transferências internacionais fecha no dia 19. No primeiro jogo da semifinal, o Independiente venceu o Boca Juniors por 2 a 1, em casa. Agora, decide a vaga na Argentina."Eu não nego e nunca neguei que, tanto pela parceria que foi feita de alguns jogadores com o Independiente Del Valle, quanto pelo futebol apresentado por eles na Libertadores, pode ter alguma negociação. O que acontece é que o presidente [do Del Valle] já deixou bem claro que, eles indo para a final, não negocia jogador antes", contou."Lá tem três, quatro, cinco jogadores interessantes, um futebol gostoso de ver, moderno, como o do Atlético Nacional-COL. Não quero criar expectativa porque em nenhum momento chegamos a sentar, falar de valores, condições nem nada", ressaltou.

 

 

Nepomuceno comentou as críticas econômicas que são feitas ao clube que, mesmo endividado, faz contratações de peso. "As pessoas adoram falar sobre as finanças do Atlético. O problema de pagar as contas é do presidente, não dos outros. As pessoas têm que entender que praticamente 90% das contratações foram no momento certo, fazendo bons negócios, e não fazendo negócios corridos para suprir uma carência imediata. É aí que você perde dinheiro e faz loucura. A gente estuda antes", declarou.

 

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.