sexta-feira, 20 de Novembro de 2015 10:27h Atualizado em 20 de Novembro de 2015 às 10:29h.

Divinopolitano Guilherme Xavier não foge dos desafios

Antes da decisão de sábado contra o Ceará, no próximo sábado, às 17h30, na Arena Independência, o lateral Xavier precisou superar um primeiro desafio

Para a jovem revelação americana, o desafio foi muito menos tenso que uma partida de futebol, mas tão recompensador quanto a um gol em decisão de campeonato.
O versátil jogador americano foi desafiado na campanha de doações para ajudar o garoto Matheus, que sofre de displasia neuronal no intestino e precisa passar por transplante de intestino nos Estados Unidos. O tratamento está orçando em cerca de R$ 4 milhões e sua família faz campanhas para arrecadar dinheiro que viabilize a cirurgia no exterior. Xavier topou o desafio espontâneo, fez sua doação e desafiou o meia Mancini e os também jogadores Lucas Pratto (Atlético) e Judivan (Cruzeiro).
O jogador ficou emocionado em participar da ação elaborada pela família do garoto. Ele esteve com Matheus durante visita dele ao CT Lanna Drumond e depois na entrada do time em campo para o jogo contra o Paysandu. “Para mim foi uma grande honra se escolhido por ele. O Matheus é um exemplo de amor à vida para todos nós. Fiquei muito feliz por ter sido lembrado. Eu tive uma conversa rápida com ele e brincamos um pouco lá no campo. Mas estou muito feliz mesmo com a lembrança dele e já cumpre o desafio com minha doação e, agora, desafiei três colegas que são o Mancini, o Lucas Pratto, do Atlético, e o Judivan, do Cruzeiro. Acho que fui lembrado pelo Matheus pelo carinho que eu tive com ele. Adoro crianças e o carisma que ele tem é incrível. Ele é muito engraçado, espontâneo e alegre. Aprendi muitas coisas em tão pouco tempo. São essas coisas pequenas que a vida nos proporciona, e o Matheus nos ensina a viver. Quanto mais eu puder ficar perto dele e apoiá-lo, farei isso”, afirmou Xavier emocionado.

 

DESAFIO DE SÁBADO
Para o desafio da Série B, Xavier participou do primeiro treino coletivo da semana. O técnico Givanildo Oliveira cobrou bastante de todos os atletas e testou opções no time. Xavier – que atuava no meio campo nas categorias de base e vem jogando como lateral esquerdo – classifica como “gratificante” a possibilidade de concretizar o acesso à Série A diante da torcida americana. “Acho muito legal, se Deus quiser, concretizar o acesso da nossa equipe perante nossa torcida, que vem fazendo a sua parte. Vem nos apoiando nos últimos jogos, lotando o estádio. Sábado, ganhando ou até mesmo empatando, vai ser muito bom estar comemorando em Belo Horizonte, mais perto da torcida, nosso acesso”.
Projetando o confronto decisivo de sábado, o jogador americano crê que o adversário irá fazer um jogo estratégico, sem se expor muito. Mesmo assim, Xavier afirma que o Coelho deve entrar com o espírito de vencer, para fazer o dever de casa e subir à Série A. “Não acho que o Ceará virá atacando muito, acho que eles farão um jogo bem estratégico. Mas cada um com seus problemas. Eles estão brigando para não cair e nós brigando pelo nosso acesso. Temos que fazer nosso dever de casa, que é tomar as rédeas do jogo, entrar ligado e sair com a vitória”, enfatiza.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.