quarta-feira, 14 de Agosto de 2013 06:52h

DOPING NOS DESPORTOS, EVOLUÇÃO OU CASO DE POLÍCIA?

Segundo religiosos, filósofos e outros vários estudiosos estamos na ERA DA LUZ, quando a verdade, o certo, o bem, a transparência serão os campeões no jogo para a sobrevivência das espécies e assim prevalecerão.

Segundo religiosos, filósofos e outros vários estudiosos estamos na ERA DA LUZ, quando a verdade, o certo, o bem, a transparência serão os campeões no jogo para a sobrevivência das espécies e assim prevalecerão.


     - Também nos desportos essa máxima está em evidência com a revelação de vários casos de doping entre atletas nas mais diversas modalidades, sejam elas individuais ou coletivas.


       Para exemplificar o que eu disse, passa a relatar alguns casos de doping:
• Bem Johnson  -  atletismo   - EUA
• Alberto Contador  - ciclismo   - Espanha
• Daiane dos Santos – ginástica - Brasil  
• Dodô     futebol  - Brasil
• Richard Gasquet  - tênis   - França
• Giba  -  voleibol  - Brasil
• Jaqueline  - voleibol  - Brasil
• João Derly  - Judô  - Brasil
• Justin Gallin  -  atletismo  - EUA
• Diego Maradona  - futebol  Argentina
• Marion Jones  - atletismo  - EUA
• Maurren Maggi  - atletismo  - Brasil
• Rebeca Gusmão  - natação  - Brasil
• Tomis Enge  -  automobilismo  -  República Tcheca


Sei que alguns destes atletas citados não tinham a consciência de que haviam ingerido substâncias proibidas pelo controle de dopagem que é universal. Caberia aos responsáveis por ministra-los serem punidos.


   - Fica aqui uma reflexão, claro que não podemos deixar de reconhecer a contribuição da ciência para o aumento das performances dos atletas e a consequente quebra de recordes,ok? Porém há de se avaliar se são respeitados os limites, os quais estabelecem quais são os princípios ativos ou subsâncias que são consideradas doping ou não.


Acredito que todas as confederações e federações como também comitês olímpicos deveriam ter conhecimento da lista do que pode ou não ser usado e repassar às agremiações e seus clubes filiados. Os responsáveis pelos departamentos médicos ou de fisiologia do desporto ao tomarem ciência da tão temível lista, deveriam orientar os seus atletas sobre o uso de tais substâncias, muitas vezes contidas nas tais ‘VITAMINAS’.
    - No caso específico do futebol, tivemos recentemente um escândalo no esporte alemão, onde a federação germânica resolveu fazer um cerco a aqueles que atuam sob efeitos de substâncias proibidas, as quais alteram suas performances dentro de campo.


  - Franz Beckenbauer um exemplo de atleta para o mundo, campeão mundial de futebol pela então ALEMANHA OCIDENTAL em 1974, deu a seguinte declaração;
    - “O Doutor nos dava uma injeção e dizia que era uma vitamina”
O primeiro caso de doping no futebol brasileiro foi de Campos, centro avante do Clube Atlético Mineiro. Constantemente pipocam na mídia vários casos de doping no futebol brasileiro e mundial. Recentemente um atleta do Taiti foi flagrado no exame anti doping na Copa das Confederações aqui no Brasil.


  Aqui deixo algumas interrogações:


    - Até que ponto é valido, saudável vencer, bater recordes com o auxilio de métodos os quais mascaram a realidade do atleta?
   - Doping no desporto deveria ser tratado como caso de polícia?
   - Na formação de seus atletas seria válido ensinar lhes a vencer enganando,  deslealmente aos outros concorrentes a tão sonhada medalha?
   - Eu, um simples defensor da transparência, principalmente no desporto, acho que o doping deveria ser caso de polícia, pois alguém sabia, sabe ou saberá o que está tomando, consumindo um atleta de alto rendimento ou não.
Um abraço a todos os educadores e preparadores físicos, personais  trainings ,médicos do desporto, fisiologistas e treinadores que respeitam os limites dos seus atletas.
Outro especial para os amigos Rômulo Duarte, Rinaldo Xisto, Joselito Gonçalves em Divinópolis e  Afonso Timão, Romário Costa ,na UFV Universidade  Federal de Viçosa, campus Florestal MG, entre outros que são exemplos de profissionais os quais se preocupam com a ética na educação física e desporto.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.