terça-feira, 1 de Março de 2011 00:00h

Dorival Junior ressalta confiança no elenco do Galo

Depois do clássico deste domingo, em Sete Lagoas, vencido pelo América pelo placar de 2 a 1, o técnico Dorival Júnior fez questão de reafirmar a sua plena confiança, no elenco atleticano.

O treinado fez questão de ressaltar ser o Atlético uma equipe de alto nível. “Acredito nesse elenco, acredito nesse time, independente se chegarem novas contratações. Tenho certeza que esse time vai dar muito que falar para a torcida e vamos manter essa equipe jogando em um bom nível, nível que todo torcedor quer”, comentou o treinador. “Se a equipe continuar mostrando a mesma aplicação que vem demonstrando até esse momento, não será por causa de uma derrota que vou deixar de acreditar, muito pelo contrário. Confio muito nesse grupo e tenho certeza que ainda teremos muitas coisas boas pela frente, podem acreditar e podem esperar”, completou Dorival.

O técnico Dorival Júnior elogiou o movimentado clássico entre Atlético e América, que terminou com a vitória do Coelho por 2 a 1, neste domingo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, pelo Campeonato Mineiro.

Apesar do resultado negativo, o primeiro do Galo este ano, o treinador destacou a vontade e a busca pelo triunfo por parte dos dois times.

Mas admitiu que o Alvinegro sentiu um pouco os efeitos do desgaste com a viagem a São Luís, no Maranhão, onde bateu o Iape por 3 a 2, pela Copa do Brasil. 

Dorival considera que a busca pelo ataque foi o grande destaque do clássico. Em função disso, ele encarou a derrota, que resultou na perda da liderança para o próprio América, com naturalidade. “Foi um jogo em que o América marcou muito bem. O jogo foi franco em alguns momentos, muito aberto, bem diferente da maioria das partidas que o Atlético disputou. Perdemos um pouco a nossa compactação, o que é um fato natural, normal.

O América teve méritos para vencer, mas foi um jogo semelhante ao clássico contra o Cruzeiro, muito disputado e em que qualquer resultado teria sido natural e normal”, avaliou.

Para o treinador, depois de virar o placar, já no segundo tempo, o América teve mais tranquilidade e soube segurar a vantagem até o fim. “O América teve mais facilidades e foi um jogo bom, não tecnicamente, mas muito disputado e franco.

Em determinados momentos, havia apenas dois compartimentos atuando, ataque contra defesa. Depois do segundo gol, o América se posicionou e defendeu bem e teve méritos para fazer o resultado”, observou o comandante, que citou o cansaço como um adversário a mais para o Galo.

Diante do pouco tempo de recuperação depois da longa viagem de volta a São Luís, no Maranhão, Dorival disse que o desgaste de alguns jogadores refletiram no clássico.

Tanto que ele teve que fazer a primeira substituição já no intervalo, sacando Ricardinho, que sentiu os efeitos do forte calor em campo e do desgaste, para pôr em campo Jackson. “(O desgaste) Foi um fato normal.

Sentimos que alguns jogadores que não tinham aquela fluência natural de outros momentos. Não foi apenas o Ricardinho. Logicamente, pelo setor que ele trabalha e pela própria idade, envolve uma recuperação mais demorada”, explicou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.