quinta-feira, 8 de Janeiro de 2015 12:16h Site oficial CBF

Duas estreantes no grupo da Seleção Feminina no Mundial do Canadá 2015

Em junho deste ano, a Seleção Brasileira Feminina disputará pela sexta vez a Copa do Mundo - 1991 (China), 1995 (Suécia), 1999 (Estados Unidos), 2003 (Estados Unidos), 2007 (China) e 2011 (Alemanha)

Desta vez, a competição será no Canadá, de 6 de junho a 5 de julho. O Brasil está no Grupo E, com Coreia do Sul, Espanha e Costa Rica.

A Seleção foi vice-campeã em 2007 e em 2003 e 2011 foi eliminada nas quartas-de-final. Os adversários do Brasil na primeira fase não são tão experientes: dois estreantes, Costa Rica e Espanha, e a Coreia, que disputa pela segunda vez a competição. Ainda assim, o técnico Vadão sabe que terá trabalho.

- Se as seleções estão no Mundial é porque têm qualidade. Temos que pensar em cada jogo e analisar cada adversário para não termos surpresa.

A Coreia do Sul, primeiro adversário da Seleção no Mundial, conquistou a vaga para a competição depois de ficar em quarto lugar da Copa da Ásia. A estreante Costa Rica foi vice-campeã da Concacaf - derrotou Trinidad e Tobago na semifinal e perdeu para os Estados Unidos na decisão. A Espanha, também estreante, venceu nove partidas e empatou uma na fase de qualificação europeia. Teve o quarto melhor ataque e a quarta melhor defesa da disputa.

Já o Brasil foi campeão da Copa América, com seis vitórias e uma derrota no campeonato. Tendo ainda a artilheira da competição: Cristiane, com 11 gols.

O primeiro jogo da Seleção no Mundial será contra a Coreia do Sul dia 9 de junho, às 19 horas (20 horas de Brasília), no Estádio Olímpico de Montreal. Na segunda rodada, o adversário será a Espanha, dia 13, às 16 horas (17 horas de Brasília), no mesmo local. A última partida da fase de grupos será contra a Costa Rica, dia 17, às 20 horas, no Estádio de Moncton.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.