quinta-feira, 5 de Maio de 2016 09:27h Site oficial Atlético Mineiro

Em noite histórica no Horto, Galo vence na raça e avança na Libertadores

O Atlético fez história na noite desta quarta-feira, na Arena Independência, em Belo Horizonte

Em jogo dramático, o Galo venceu o Racing por 2 a 1 e avançou para as quartas de final da Copa Bridgestone Libertadores da América, fase em que enfrentará o São Paulo.

Carlos abriu o placar para o Atlético no primeiro tempo e o time de Avellaneda empatou ainda na etapa inicial. No segundo tempo, Lucas Pratto coroou sua grande atuação marcando o gol da classificação atleticana.

O Galo volta a campo no domingo para decidir o Campeonato Mineiro com o América, às 16h, no Mineirão.

 

 

 

O JOGO

O Atlético teve a primeira boa chance aos cinco minutos, quando Carlos recebeu bom passe de Marcos Rocha na grande área e foi desarmado. No escanteio, Rafael Carioca chutou de fora da área e a bola explodiu no zagueiro. Ainda na sequência do lance, Leonardo Silva pegou a sobra de bola na entrada da área e concluiu para a defesa do goleiro Ibáñez.

Aos oito minutos, o time argentino ameaçou na finalização de Lisandro López, para fora. O Atlético respondeu na cobrança de lateral de Marcos Rocha pela direita, mas o goleiro ficou com a bola após o desvio de cabeça de Júnior Urso.

Aos 15 minutos, Lucas Pratto ganhou a jogada na linha de fundo pela direita e cruzou para Carlos abrir o placar: Galo 1 x 0.

 

 

 

Quatro minutos depois, o árbitro assinalou pênalti de Leandro  Donizete, Lisandro López cobrou e empatou a partida: 1 x 1.

Aos 30 minutos, Robinho cruzou pela esquerda e a defesa do Racing conseguiu fazer o corte. Em seguida, a equipe de Avellaneda chegou ao ataque no cruzamento de Lisandro López pela esquerda e a bola atravessou a grande área atleticana.

O Galo quase fez o segundo aos 32, em chute de Lucas Pratto da entrada da área, mas a bola saiu à esquerda do gol. Marcos Rocha cruzou pela direita, aos 42 minutos, e o desvio de Carlos parou no defensor argentino.

Aos 44, Marcos Rocha cruzou pela direita e Robinho cabeceou para a defesa de Ibáñez. Lisandro López cabeceou com perigo já nos descontos e a bola saiu à direita da meta defendida por Victor.

 

 

 

 

SEGUNDO TEMPO

O Galo retornou do intervalo com a mesma formação e fez a primeira tentativa no cruzamento de Robinho pela direita, cortado pela zaga portenha. Já ao som do “Eu acredito!”, Douglas Santos arriscou de fora da área, mas sem direção.

Lucas Pratto tentou tabela com Robinho, mas a devolução ficou mais para o goleiro. Aos sete minutos, Pratto acertou o travessão e, no rebote, Robinho cabeceou para fora. Logo depois, Carlos foi substituído por Hyuri.

Aos oito minutos, Victor fez grande defesa no chute de Romero. Dois minutos mais tarde, Victor voltou a fazer grande intervenção após cruzamento de Gustavo Bou e desvio de Lisandro López.

 

 

 

Aos 13 minutos, Robinho sofreu falta pela direita, Rafael Carioca levantou na área e Ibáñez tirou de soco. Robinho tentou novo cruzamento pela direita e a defesa argentina cortou a jogada.

Hyuri sofreu falta pela esquerda, aos 21 minutos, Douglas Santos fez a cobrança para a área, a bola foi desviada e parou nas mãos do goleiro.

Aos 24 minutos, Clayton entrou no lugar de Leandro Donizete. Aos 26, Rafael Carioca cobrou falta pela direita e Lucas Pratto marcou de cabeça para incendiar o Horto: Galo 2 x 1.

 

 

 

Aos 32, Robinho foi substituído por Eduardo. Três minutos depois, Douglas Santos cruzou pela esquerda, Leonardo Silva cabeceou e a bola pegou na mão de Sánchez. Lucas Pratto cobrou e Ibáñez fez a defesa no canto direito.

Aos 38, Clayton invadiu a área pela esquerda e chutou cruzado para fora. Aos 43, Júnior Urso tabelou com Lucas Pratto e chutou para a defesa de Ibáñez.

O Atlético se defendeu bem e garantiu a classificação para as quartas de final da Libertadores.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.