sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2013 09:16h Ascom – Ministério do Esporte

Em visita a Cuba, ministro Aldo Rebelo assina acordo de cooperação esportiva

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, iniciou nesta segunda-feira (11.02) visita oficial de dois dias a Cuba, com o objetivo de estreitar as relações desportivas entre os dois países. A principal medida é a criação de um Grupo de Trabalho que vai se reunir até 2016, ano dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro.

O grupo tem os seguintes integrantes: do lado brasileiro, o secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser; o presidente da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), Marco Aurélio Klein; e o chefe de Relações Internacionais do Ministério do Esporte, embaixador Carlos Cardim; do lado cubano, o presidente do Instituto Nacional de Esportes, Educação Física e Recreação (Inder) - equivalente ao Ministério do Esporte -, Julio Christian Jimenez Molina (na foto, com o ministro Aldo Rebelo).

A assinatura do ato de criação do Grupo de Trabalho aconteceu nesta segunda-feira, em Havana. A intenção é enviar para o Brasil atletas e técnicos cubanos de modalidades como atletismo e boxe. Em troca, o Brasil pretende oferecer experiência em esportes que ainda estão em processo de evolução em Cuba, como o futebol. "A presidenta Dilma Rousseff e o presidente Raul Castro, de Cuba, estão empenhados em aumentar a integração entre os dois países. O Ministério do Esporte, dentro desse esforço, quer empreender uma cooperação maior que traga benefícios ao Brasil e a Cuba", declarou Aldo Rebelo.

Intercâmbio
As principais áreas alcançadas pelo acordo são educação física e esporte escolar, esporte para todos, esportes de alto rendimento, esporte paraolímpico, medicina desportiva, docência, futebol e organização de eventos esportivos. O Brasil pretende mandar a Cuba atletas de basquete, ciclismo, lutas associadas, tiro esportivo, judô, taekwondo e halterofilismo. Já Cuba pretende enviar atletas a território brasileiro para incrementar seu basquete, handebol, judô, voleibol e vôlei de praia, inicialmente.

O ministro do Esporte do Brasil terá encontros com autoridades cubanas durante os dois dias de trabalho, visitará centros de preparação de atletas, escolas, universidades e conversará com atletas olímpicos ou que foram medalhistas do país caribenho. Na quarta-feira (13.02), a delegação brasileira retornará a Brasília.

Além do ministro Aldo Rebelo, participaram da primeira reunião do Grupo de Trabalho, pelo lado brasileiro, o secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser; o presidente da ABCD, Marco Aurélio Klein; a chefe de Gabinete da Secretaria Executiva do Ministerio do Esporte, Maria Luiz Rangel; o professor Jose Roberto Gnecco, da Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento; e os embaixadores José Felício, do Brasil em Cuba, e Carlos Henrique Cardim, chefe da Assessoria de Relações Internacionais do Ministério do Esporte.

Pelo lado cubano, participaram o primeiro vice-presidente do Inder, Roberto Leon Richards; os vice-presidentes do Inder Jorge Polo Vazquez e Arnaldo Rivero Fuxa; os membros da agência Cubadeportes Alberto Juantorena Danger, Antonio Lopez Cubillas, Elpidio Torres Falcon e Carlos Rodriguez Acosta; e a especialista principal de Relações Internacionais do Inder, Ileana Alfonso Valdés.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.