quinta-feira, 17 de Novembro de 2011 09:31h Luciano Eurides

Empate com sabor amargo

Empate do Guarani supervaloriza clássico frente o Nacional. O bugre empatou com o Ipatinga no Farião e vai a Nova Serrana em busca de uma vitória ou empate para garantir uma vaga nas semifinais da Taça Minas Gerais de Futebol

O Guarani empatou em 1 a 1 com o Ipatinga, na tarde desta terça-feira, no estádio Farião, pela penúltima rodada da 1ª fase da Taça Minas Gerais. Robert marcou para o Bugre, aos 15 minutos da etapa inicial, e Frontini deixou tudo igual para a equipe do Vale do Aço, aos 12 minutos do 2º tempo.
Com o resultado, o Bugre, com 12 pontos, permanece na 3ª colocação na tabela e decide a vaga contra o Nacional, em Nova Serrana, no domingo, 11h. Um empate garante o time na semifinal.  o Tigre continua na 4ª colocação, com 12 pontos, e decide sua classificação em casa, contra o lanterna e já eliminado Itaúna, no domingo, às 11h, no estádio Ipatingão. Quatro se classificam para a 2ª fase da competição estadual. O campeão garante vaga na Copa do Brasil 2012.


O representante divinopolitano entrou em campo com o objetivo da vitória e Robert fez isso tornar-se possível. Depois do gol, Nei da Mata, técnico do Ipatinga mexeu no time e colocou Cristiano, saindo mais para o ataque e encostou Leandro Brasília na direita. A modificação surtiu efeito, obrigou o Guarani a jogar no contra ataque. Com o gol de Frontini a história do jogo mudou, o Guarani se posicionou no campo de ataque e Marinho teve uma chance excepcional e o goleiro Bruno defendeu. Após o jogo Marinho comentou as dificuldades impostas, especialmente pela altura da zaga da zaga do Tigre. “A equipe adversária é muito forte, conquistou acesso a série B e não é atoa que eles estão bem na competição. Não é o resultado que queríamos, mas vamos descansar agora e contra o Nacional fazer um grande jogo e buscar a classificação. Tentamos a classificação agora e vamos buscar a vitória em Nova Serrana”, disse.


Robert, autor do gol do Guarani também está confiante na vitória na capital do calçado. “É o último jogo e o da classificação, ir com tudo para cima do Nacional e buscar a classificação que é muito importante para nós. Estamos jogando com três volantes e um meia só, tentei fazer no primeiro tempo e depois fui para o ataque. A bola chegou pouco. É corrigir e a bola vai chegar contra o Nacional e faremos os gols para a classificação”, disse o artilheiro.


Gian Rodrigues, técnico do Guarani,analisou o jogo como uma partida onde poderia ter dado tudo certo. “Não era esperado, tivemos a chance de matar e acabamos mais uma vez dentro da zona de classificação. Da mesma forma que sabemos ser um jogo difícil lá, sabemos da nossa força. Foi a mesma formação que tivemos contra o Villa Nova e lá criamos muitas situações e hoje não, adversário diferente e momento diferente. A pressão em casa é maior a atacar. A zaga deles é muito alta e cruzamos bastante”, avaliou.


O treinador mandou a campo mandou a campo Thiago Régis; Rafael, Bruno Maia, Cleberson e Iago; Carvalho (Vinícius Kiss), André, Michael Elói e Chico Marcelo (Robertinho); Marinho e Robert (Douglas). Ele explicou as principais modificações. “A entrada do Kiss foi para centralizar o André e aproveitar a escapada em velocidade do Kiss e isso aconteceu, deu uma enfiada de bola para Marinho que saiu na cara do gol e outras dele mesmo, trabalhando nas costas do Bruninho. A entrada de Robertinho, ele sempre entra com bastante força”, falou.


O volante Leandro Brasília analisou o placar e destacou que o Tigre depende apenas de suas forças para chegar à fase semifinal. “Nosso time não fez um bom primeiro tempo, mas encaixou na etapa final e empatamos a partida. Não foi um bom resultado. Agora temos um jogo em casa para garantirmos a nossa classificação. Só dependemos de nossas pernas”, declarou Brasília.


A equipe se reapresenta na tarde de hoje, no Farião e inicia a preparação para o jogo contra o Nacional. O treinador tem a volta de Hernani e não descartou a possibilidade de iniciar com Robertinho ou mesmo colocar Lima, atleta recém chegado e que aguarda uma oportunidade. “Durante a semana veremos a condição do Roberto, o Lima estava no banco, está com a documentação regularizada, compete a eu escalar e a ele mostrar dentro de campo que é o momento dele. Um menino de potencial, mas teve problemas de adaptação, saúde e está ocupando o lugar dele”, disse. Ainda o lateral esquerdo Junior cumpriu suspensão pelo cartão vermelho recebido em Nova Lima, mas Iago foi muito bem na partida e  Gian Rodrigues terá uma decisão difícil a ser tomada.

empate, sabor, amargo

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.