sexta-feira, 12 de Junho de 2020 13:19h Portal G37

Empresário cita participação de Sérgio Rodrigues em elaboração de contrato irregular de Estevão, o “Messinho”

Presidente eleito do Cruzeiro nega afirmação, mas Fernando Ribeiro diz que foi orientado por Sérgio na condição de advogado

Vitor Faria

                Estevão William, menino de 13 anos está envolvido em mais uma polêmica. O atleta das categorias de base do Cruzeiro teve seu nome citado nesta semana por seu empresário sobre a elaboração de seu contrato. O Cruzeiro, ainda sob gestão de Wagner Pires de Sá, assinou um contrato no qual há suspeita de cessão de 15% dos direitos econômicos do garoto à empresa Estrela Sports, que é de propriedade de Fernando Ribeiro de Morais, conselheiro do clube.

                O empresário conheceu o garoto quando Estevão chegou a Belo Horizonte. A família do menino passava por dificuldades na capital mineira e foi até Fernando para que pudesse ajuda-los enquanto estavam em Minas Gerais.

                Quanto ao contrato assinado em junho de 2019, Fernando diz que foi orientado por Sérgio Santos Rodrigues, presidente eleito do Cruzeiro. O empresário alega que o fez com Sérgio na condição de advogado do mesmo, que possui um escritório de advocacia na capital.

                Em nota dada ao Globoesporte.com, o clube afirma que Sérgio orientou Fernando para que o contrato fosse feito apenas com a família de Estevão. A afirmação foi citada pelo conselheiro do clube na resposta acima.

                Antes de ser eleito presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues exercia atividades de advocacia em seu escritório, inclusive para a empresa do conselheiro do clube, o que atualmente, não acontece mais.

Foto: Gustavo Aleixo

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.