sexta-feira, 14 de Outubro de 2011 18:38h Atualizado em 15 de Outubro de 2011 às 08:43h. Luciano Eurides

Esperança de Vágner Mancini em Fabrício e Diego Renan

O Cruzeiro vive a pior fase da história do clube. São dez jogos sem vencer e a ameaça de rebaixamento afeta os ânimos na Toca da Raposa II. O treinador Vágner Mancini já destaca na entrevista coletiva, logo após o jogo contra o Bahia, que Diego Renan e Fabrício têm lugar garantido na equipe cruzeirense.
Questionado se tinha planos para os dois, Mancini disparou. “Tenho (planos). Estou ansioso pela volta dos dois, pois podem dar um peso maior a nossa equipe”, disse o comandante.


Os dois jogadores devem ser liberados para enfrentar o Corinthians, no domingo, na Arena do Jacaré. O volante Fabrício tem mais chances, inclusive, que o lateral-esquerdo. Uma vez que o meio-campista chegou a treinar com bola na segunda-feira. Diego ainda faz trabalho físico e a evolução será preponderante para definir se será opção.


A entrada dos dois deve trazer algumas mudanças no esquema tático cruzeirense. Diego Renan dá a opção de jogar pela esquerda e direita. Já Fabrício pode ser utilizado em um esquema com três ou dois volantes, além de dar uma maior qualidade na saída de bola cruzeirense. Vágner Mancini prefere esperar os jogadores para saber a forma adequada para atuar. “Temos algumas maneiras de jogar. Tentamos de uma forma (contra o Bahia), acabou encaixando diferente. Vamos esperar a volta do Fabrício e Diego. São atletas que tem um peso maior e vão nos ajudar”, afirmou.


Informado sobre a sua responsabilidade, Diego Renan afirma que não teve uma conversa centrada no plano de jogo com o novo treinador. O jogador ainda não esteve em campo com Mancini no comando. “Só conversas do dia-a-dia mesmo, nada muito específico, até agora. Mas ele sabe que pode contar comigo e que, quando estiver pronto para voltar, farei de tudo para ajudar o time” destacou.

 

 

Timão quer Montillo


O Corinthians já tem uma estratégia para contar com o meia argentino Montillo, do Cruzeiro, para 2012. A proposta ao clube mineiro será de 6 milhões de euros (R$ 14,4 milhões) mais o atacante Jorge Henrique que, apesar de ter recentemente renovado o contrato até o fim de 2014, não tem agradado à diretoria alvinegra.


Oficialmente, o Corinthians diz que a Raposa pede 14 milhões de euros por Montillo. Tudo para tentar espantar possíveis concorrentes. Em contato informal, ouviu que por 10 milhões de euros (cerca de R$ 24 milhões) já sairia negócio. Então, veio a alternativa de incluir Jorge, até mesmo porque avaliam que ele é a última opção na frente entre Adriano, Liedson, Sheik e Willian, com todos em boas condições em 2012.
 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.