sábado, 19 de Outubro de 2019 00:54h Atualizado em 19 de Outubro de 2019 às 01:24h. Carlos Henrique Monteiro

Ex-alogz de Anderson Silva, Weidman é humilhado no UFC Boston

Americano perdeu no primeiro round, em sua estréia nos meio pesados, categoria de Jon Jones

CARLOS HENRIQUE MONTEIRO

Chris Weidman, ex-campeão da categoria peso médio (84kg), com duas vitórias sobre Anderson Silva, estava em uma má fase, perdeu quatro das últimas 5 lutas (derrotas para Rockhold, Romero, Mousassi e Jacaré, e só ganhou de Gastelum), e então mesmo assim, resolveu encarar o desafio de subir de categoria, encarar lutadores mais fortes com o objetivo de desafiar o campeão Jon Jones. 

Mas a idéia não deu muito certo. A trajetória do "All American" na categoria até 93kg durou somente 1m43s do 1o round, quando foi nocauteado por Dominick Reyes, invicto no MMA (11 lutas e 11 vitórias). O próprio Reyes havia provocado antes do combate "não sei porque ele aceitou essa luta, eu vou acabar com ele". 

Durante o combate, Weidman já foi logo tomando fortes golpes. Até tentou levar para o solo, sua especialidade, mas não obteve sucesso, e acabou nocauteado antes do segundo minuto de combate. 

Luta fantástica foi o co-main event. No último 21 de setembro, o mexicano Yair Rodriguez e o americano Jeremy Stephens entraram no octógono para fazer um combate nos pesos penas. Yair acabou acertando um golpe não intencional (dedo no olho) em Jeremy, e a luta teve que ser interrompida, para contrariedade do público que estava presente naquele dia no local. 

Hoje, ela voltou a ser marcada, e valeu a pena. Em um duelo bastante intenso de 3 rounds de 5 minutos, e um segundo assalto fantástico, com grande domínio de Rodriguez e reação de Stephens no fim, o mexicano acabou levando por decisão unanime de todos os juízes (29-28), o primeiro e o segundo rounds para Yair, e o terceiro para o americano. Com certeza, a luta da noite. 

Outra luta divertida foi entre as mulheres no peso mosca.  Maycee Barber derrotou Gillian Robertson ainda no primeiro round. 

CARD PRINCIPAL (22h, horário de Brasília)

Peso meio-pesado (até 93kg.): Dominick Reyes derrotou Chris Weidman por nocaute a 1m43s do R1

Peso pena (até 65,7kg.): Yair Rodriguez derrotou Jeremy Stephens na decisão unânime dos juízes (29-28 29-28 29-28)

Peso pesado (até 120,2kg.): Greg Hardy derrotou Ben Sosoli na decisão unânime dos juízes (29-28 29-28 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Joe Lauzon derrotou Jonathan Pearce por nocaute técnico a 1m33s do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Maycee Barber derrotou Gillian Robertson por nocaute técnico a 3m04s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Darren Stewart derrotou Deron Winn na decisão dividida dos juízes (29-28 28-29 29-28)

CARD PRELIMINAR (19h, horário de Brasília)

Peso pena (até 65,7kg.): Charles Rosa finalizou Manny Bermudez com uma chave de braço a 2m46s do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Molly McCann derrotou Diana Belbita na decisão unânime dos juízes (30-26 30-26 30-26)

Peso pena (até 65,7kg.): Sean Woodson derrotou Kyle Bochniak na decisão unânime dos juízes (30-27 30-26 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Randy Costa derrotou Boston Salmon por nocaute técnico a 2m15s do R1

Peso meio-médio (até 77kg.): Sean Brady derrotou Court McGee na decisão unânime dos juízes (30-27 29-28 30-27)

Peso médio (até 83,9kg.): Brendan Allen finalizou Kevin Holland com um mata-leão a 3m38s do R2

Peso pesado (até 120,2kg.): Tanner Boser derrotou Daniel Spitz na decisão unânime dos juízes (30-27 30-27 30-27)

 

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.