terça-feira, 29 de Março de 2016 10:20h Site Oficial do Cruzeiro

Fábio é homenageado e recebe título de cidadão honorário de Minas Gerais

A noite desta segunda-feira tornou-se especial para Fábio. Colecionador de grandes defesas, prêmios e troféus, o goleiro celeste recebeu um título inédito para a sua carreira: o de cidadão honorário de Minas Gerais

A cerimônia aconteceu na Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte, e foi presidida pelo deputado e ex-atleta João Leite.

A homenagem atendeu a um requerimento de outro deputado, o Sargento Rodrigues, que não poupou elogios ao cruzeirense. "O nome Fábio é sinônimo de seriedade, honradez, disciplina e respeito. O Fábio, através de sua atuação, exerce uma influência muito positiva sobre as crianças e os jovens. O exemplo dele transcende muito as arquibancadas", destacou.

 

 

Além de torcedores, políticos e imprensa, a diretoria do Time do Povo também esteve presente no local com vários dirigentes. O presidente do tetracampeão brasileiro, Dr. Gilvan de Pinho Tavares, destacou a importância do capitão celeste e parabenizou a iniciativa de homenagear o camisa 1.

“O Fábio é o maior ídolo do Cruzeiro há muitos anos. Gostaria de cumprimentá-lo pelo título que está recebendo. Já era cidadão de Minas Gerais pelo tempo que tem no estado e por defender o maior time de Minas, o Time do Povo, pelo ídolo que é, o cidadão que é, o guerreiro que é dentro de campo, espelho para os atletas do Cruzeiro e de outros clubes. Um bom mineiro como todos nós. Está de parabéns a Assembleia de Minas por essa homenagem”, disse.

 

 

 

Carreira e história no Clube

Hoje, aos 35 anos de idade, Fábio ostenta a marca de 678 jogos com a camisa azul, número que lhe confere a honra de ser o atleta que mais atuou pelo Clube em toda a história. Em relação a conquistas, o arqueiro soma dois Campeonatos Brasileiros, uma Copa do Brasil e cinco Campeonatos Mineiro.

Nos anos de 2010 e 2013, o guarda-metas foi premiado com a Bola de Prata da Revista Placar, sendo que em 2013 ele também esteve na Seleção do Prêmio Craque do Brasileirão. Além disso, é o maior vencedor do Troféu Telê Santana, com 15 condecorações, e está sempre presente nos troféus Globo Minas e Guará.

 

 

 

Título depois de milagres no clássico

No último domingo, a Raposa superou o rival da capital mineira por 1 a 0, no Independência, pela 9ª rodada do estadual. Nesse duelo, Fábio teve mais uma participação excepcional, realizando inúmeros milagres que foram fundamentais para concretizar o triunfo celeste. A partida não valia o título da competição, mas, coincidentemente, no dia seguinte, o capitão é homenageado com outro título, o de cidadão honorário de Minas Gerais.

O evento contou com a exibição de um vídeo sobre a trajetória vitoriosa do jogador, natural de Nobres-MT. Posteriormente, a cantora Camila Campos entoou canções religiosas e uma delas teve a participação de Valentina, filha do ídolo estrelado. Na sequência, Pablo, o filho mais velho do goleiro com Sandra Maciel, sua esposa, leu um texto em reverência ao pai.

 

 

 

Confira abaixo, na íntegra, o pronunciamento do goleiro sobre a homenagem

“Já em sentia mineiro de coração e agora pude ser agraciado com esse título de cidadão mineiro, mais uma honraria para a minha vida. Uma vida que foi trilhada desde o ventre da minha mãe, na qual Deus me proporcionou ir a lugares que jamais imaginei estar e um dia alcançar. Mas Deus já tinha um sonho para mim, me tirou de Mato Grosso aos 12 anos e me deu a oportunidade de, aos 14, ser observado e convidado a atuar em uma equipe, no interior do Paraná. Uma equipe extinta, mas que foi fundamental para a minha carreira, que era o União Bandeirantes. Agradeço as chances que tive de estar nas seleções de base, passando por todas as categorias, sub-17, sub-20 e sub-23.”

“Em meados de 99, estive pela primeira vez aqui no Cruzeiro, quando fizemos um ano vitorioso, em 200, com a conquista da Copa do Brasil, e tive grande crescimento profissional. Pude crescer dentro de campo e fora dele, em termos de caráter e personalidade. Deus tinha um propósito ainda para a minha vida e naquele ano me levou para o Rio de Janeiro. Atuei pelo Vasco da Gama por quatro anos como titular, me destaquei no cenário nacional e fui convocado pela primeira vez para a seleção principal.”

 

 

 

“O principal de Deus ainda estava por vir na minha vida e Ele me concedeu, novamente, a chance de realizar um sonho, que era jogar pelo Cruzeiro outra vez, de voltar para a minha casa. Aqui no Cruzeiro, diante de todas as lutas, dificuldades, barreiras e momentos difíceis, pude colher muitos frutos. Tive o reconhecimento de todo o povo mineiro, de toda a nossa nação azul, que são mais de oito milhões de torcedores.”

“Nem nos melhores dos meus sonhos eu poderia imaginar o que Deus tinha para a minha vida. Os planos Dele são totalmente diferente dos nossos e quando nós achamos que não tem nada mais para acontecer na nossa vida, é a hora que Deus entra e surpreende, te dá sonhos novos e propõe um recomeço. Por isso, hoje estou imensamente feliz por toda essa honraria, por receber esse título de cidadão mineiro. Espero cada vez mais, como sempre fiz, honrar o nome de Minas, ser um exemplo dentro e fora de campo. Onde eu colocar as solas dos meus pés, que eu possa ser uma referência, que eu possa transmitir bons testemunhos e que eu possa, principalmente, refletir a imagem de Deus, em qualquer lugar que eu esteja. Porque se você refletir a imagem Deus, você será um bom exemplo em todas as coisas que fizer.”

 

 

 

“Agradeço à minha esposa, especialmente pela companhia nessa caminhada. Também agradeço ao meus filhos, Pablo e Valentina. O caminho foi árduo, mas Deus nos deu a possibilidade de caminhar debaixo de sua mão poderosa. Agradeço a toda a diretoria, ao nosso presidente Gilvan, pela oportunidade e pela confiança, e também por ter renovado o meu contrato para que pudesse permanecer aqui no Cruzeiro.”

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.