sexta-feira, 10 de Agosto de 2012 16:34h Gazeta do Oeste

Fábio pede que responsabilidade por revés diante do Santos seja dividida no Cruzeiro

Na derrota para a Ponte Preta, Fábio disse que foi culpado pelo resultado negativo no Independência. Já ao analisar o revés diante do Santos, por 4 a 2, o goleiro pediu que a responsabilidade pelo tropeço na Vila Belmiro fosse dividida entre toda a equipe.

“No jogo contra a Ponte Preta, eu já assumi responsabilidade. Se foi culpa do Fábio, eu já assumi. Coisa que eu não fiz, eu não vou levar, não”, afirmou o capitão cruzeirense.

“Tenho minha parcela de culpa, sou o primeiro a me colocar dentro das responsabilidades. A responsabilidade de sair derrotado também foi minha, tentei evitar os gols e não consegui. Mas houve outros fatores que predominaram para que a gente não vencesse, e a responsabilidade é dividida”, acrescentou.

Fábio se queixou de não receber méritos de vitórias cruzeirenses. “Quando a gente ganha e não faço gol, todo o mérito não vai para a equipe toda. Os maiores méritos vão para os setores que fizeram os gols. Quando saiu derrotado, foi só a defesa. A gente não joga dessa forma. E dessa forma não pode ser o futebol. O torcedor também tem de ser muito inteligente e entender isso. Perder para a Ponte Preta é uma coisa que poderia ter sido evitada e eu já assumi a responsabilidade”, destacou.

Antes de marcar quatro vezes diante do Cruzeiro, o Santos havia feito nove gols em 14 rodadas. A equipe comandada por Muricy Ramalho chegou ao duelo dessa quarta-feira com o pior ataque do Campeonato Brasileiro.

No primeiro gol, Felipe Anderson arriscou de longe e Fábio não alcançou. Em outra oportunidade, o goleiro cruzeirense rebateu, houve disputa na área e Durval completou para as redes. O Santos marcou ainda depois de duas jogadas pelos flancos, com Victor Andrade e Bill. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.