terça-feira, 20 de Novembro de 2012 04:49h Gazeta do Oeste

Falcão se despede dos Mundiais com título e gol na final

Aos 35 anos, o craque da camisa 12 já havia anunciado que este seria o seu último Mundial. Campeão em 2008, no Rio de Janeiro, ele se despediu do torneio em grande estilo, marcando um dos gols da vitória do Brasil sobre a Espanha por 3 a 2 na prorrogação, em Bangcoc, e abocanhando mais um título.

 


Falcão viu várias emoções durante o Mundial da Tailândia. Depois de sentir uma lesão na panturrilha na primeira rodada, contra o Japão, o jogador chegou a achar que não teria mais condições de continuar na competição. Entretanto, após exame de ressonância magnética, a comissão técnica brasileira decidiu mantê-lo no grupo, iniciando um tratamento intensivo com o craque. Nas oitavas de final, o ala já estava atuando na goleada sobre o Panamá. Ao todo, Falcão atuou por 37 minutos na Copa do Mundo de 2012. “Estou fisicamente esgotado e já pedi dispensa de uma convocação da seleção que vai haver na próxima semana. O Mundial me debilitou muito e agora é o momento de me retirar para cuidar um pouco da saúde” disse ele, que, a partir das quartas de final, jogou com uma paralisia no rosto, fruto do momento estressante, causado pelas constantes lesões.

 


Demonstrando companheirismo, Falcão admitiu não ter sido protagonista deste Mundial. Depois de elogiar o fixo Neto, destaque da final, ele fez questão de dividir o momento com o capitão da seleção Vinicius, seu colega no Orlândia, e que também esteve na equipe campeã em 2008.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.