sexta-feira, 14 de Outubro de 2011 19:27h Atualizado em 15 de Outubro de 2011 às 09:52h. André Bernardes

Falta de segurança fecha dois campos de futebol em Carmo do Cajuru

Arquibancadas sem corrimão, divisão de torcidas e falta de extintores foram algumas das irregularidades encontradas pelos Bombeiros nos campos do Tupy e Sport. Os dois estão interditados e o diretor do Sport ameaça denunciar os campos de Divinópolis

O vereador Beto Machado levou ao plenário na reunião da Câmara dos Vereadores da última quinta,13, a situação dos campos Tupy e Sport da cidade de Cajuru que foram interditados pelo Corpo de Bombeiros. O vereador teme que os campos de Divinópolis sejam interditados e crianças fiquem sem espaço para treinar o futebol.


O vereador conta que a interdição foi devido a falta de estrutura e que irá marcar uma reunião com o Corpo de Bombeiros para ver como ficará a situação dos campos de várzea de Divinópolis. “Nós obtivemos informações que dois campos de Carmo do Cajuru foram interditados pelo Corpo de Bombeiros alegando falta de estrutura para o público e lá existem hoje mais de cem crianças  em escolinhas e que pela interdição destes campos estão sem local para praticar seus esportes e saírem da criminalidade. Nesse sentido nós estamos preocupados, porque se interditarem em Carmo do Cajuru, em Divinópolis será diferente? Nós temos os campos de várzea e estamos fazendo como um alerta, pois se o Corpo de Bombeiros chega e interdita todos os campos, nós estamos sem saber a real situação, por isso eu levantei essa questão, porque se isso acontecer em Divinópolis, mais de mil crianças ficarão sem as escolinhas” explicou.


Nossa reportagem esteve nos dois campos. No campo do Tupy as arquibancadas com rachaduras estão sem corrimão e divisão de torcida, o campo do Sport também estava com os mesmos problemas, além de restos de materiais de construção que estavam espalhados pelo campo e poderiam servir de arma em caso de briga. “Nós estamos tentando buscar a prevenção para ver o que precisa melhorar nos campos de Divinópolis para que não seja interditado. Vamos ver o que precisa melhorar, só não pode exigir critérios de grandes campos” disse Beto.


O Corpo de Bombeiros, através do tenente Linke explicou que houve uma reunião com o secretário de esportes e o prefeito de Carmo do Cajuru para explicar o motivo da interdição dos campos. “Os campos não estavam liberados e não têm projeto. Arquibancada não tem corrimão, separação de torcida, saída de emergência, presença de entulhos além de medidas de segurança, pois não tem extintor” explicou. O tenente contou ainda que ao contrário do que acredita o vereador Beto Machado, o campo está interditado apenas para receber público e que as aulas da escolinha continuam normalmente sem nenhum empecilho.


Gláucio Oliveira silva, vice-presidente do Tupy, disse que as providências necessárias para a reabertura do campo estão sendo tomadas, com a contratação de um engenheiro. “As aulas da escolinha de futebol continuam normalmente” garantiu. Pedro César, presidente do Sport disse que o clube já começou o projeto, mas quer que o campo seja liberado antes. “O prefeito de Cajuru e eu estivemos no Corpo de Bombeiros para uma intervenção política, mas  eles não se posicionaram. Caso o campo não seja liberado antes vamos pedir a interdição de todos os campos de Divinópolis” contou.


Tenente Linke explicou que a única forma do campo ser liberado é solucionando os problemas apontados. “Mediante a correção dos erros e de uma fiscalização é que poderemos liberar. Não existe outra forma” garantiu. O tenente disse que o Corpo de Bombeiros não irá liberar os campos por causa de ameaças. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.