quarta-feira, 19 de Agosto de 2015 10:48h Atualizado em 19 de Agosto de 2015 às 10:49h.

Farião, mais uma vez, entra na lista de leilões em Divinópolis

Historicamente, o principal estádio de futebol de Divinópolis entra para a lista de leilões, desta vez por conta de débitos tributários e fiscais

Segundo o departamento jurídico do Guarani, a dívida cobrada é de R$33 mil e se refere a um processo do ano de 2005, sobre taxa de segurança pública.
O advogado, Aléssio Salomé, explicou ser proveniente da taxa de segurança pública e desde então, estava em discussão se era inconstitucional. A solução já está tomada pelo jurídico do clube, que será a adesão ao Refis do Estado, cujo decreto saiu em 10 de Agosto e permitirá o parcelamento a longo prazo. “Até a data será, tudo pago. O Guarani hoje não tem nenhum débito trabalhista e a dívida total não ultrapassa R$400 mil, perfeitamente administrável, já que outros clubes devem dez milhões, interior, cerca de sete milhões”, garante.
O leilão foi publicado pela Vara da Fazenda Pública e Autarquias e a data marcada é dia 15 de setembro. Avaliado em R$ 1,9 milhão, mas o valor inicial do lance é de R$ 1,1 milhão. A área do imóvel é de 4.445 metros quadrados.
Ao contrário do divulgado em outros órgãos de imprensa, esse processo não tem nenhuma ligação com o anterior, quando a dívida era com relação à empresa de concretagem. Na época, a dívida de R$ 35 mil foi parcelada em 10 vezes e o clube já havia pagado R$ 200 mil de dívidas de gestões anteriores. Com a Receita Federal, o clube foi incluído no Refis da Crise. Com o novo parcelamento das dívidas fazendárias e previdenciárias, que juntas somavam quase R$ 302 mil, o débito caiu para R$ 185 mil

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.