sábado, 14 de Abril de 2012 11:05h Luciano Eurides

Federação de Ciclismo vê Divinópolis empenhada no esporte

O presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Wellington Souza, o Formigão, fez uma visita ao secretario municipal de Esportes, Rômulo Duarte para dar andamento no resgate do ciclismo na cidade de Divinópolis.
O momento do ciclismo é bom, pois a cidade recebe uma etapa da competição internacional de Mountain Bike. Aproveitando o ensejo a entidade máxima do ciclismo no estado pretende consolidar ainda mais na cidade através de eventos. “A Inauguração as Sala das Federações Esportivas é um ótimo sinal. A cidade abraçou a realização da copa internacional de Mountain Bike e pretendemos também resgatar o ciclismo de estrada, preparamos uma prova para maio que selecionará atletas para os Jogos de Minas Gerais”, disse. Os Jogos de Minas Gerais substituem os JIMI, com uma etapa a menos e a presença de Belo Horizonte.
Na prática a cidade de Divinópolis tem uma entidade filiada a federação, mas não depende apenas dela para voltar a sediar provas locais. “Necessariamente é estar dentro da chancela da Federação Mineira de Ciclismo”, simplificou Souza.
Para o presidente da federação é necessário atuar fortemente nas ações esportivas. “Hoje os pais precisam trabalhar e nem todos tem condições de deixar a criança ou adolescente o tempo todo na escola. Tem de haver uma participação dos empresários e uma estrutura que abrace isso. Estamos a passos lentos, para termos uma ideia em Araçatuba um grupo de empresas abraçaram e ficou maravilhoso”, comentou.
Para o secretário Rômulo Duarte o esporte é também uma importante ferramenta de marketing. “Isso está mais que provado, o esporte passa por umas frentes, uma delas é a super valorização do esporte enquanto inclusão social, lazer e saúde.  Outra é a questão da moralização que temos sinais primários. Para aproximarmos o empresariado não podemos ter o esporte somente como ferramenta de marketing, quero associar minha marca a algo que poderá trazer problemas a frente. A cidade viveu ainda outras dificuldades como poucas modalidades, pouco incentivo, infraestrutura que é nosso maior problema. Houve avanços grandes em alguns aspectos e esperamos entre 2014 e 2016 espero que Divinópolis já tenha consolidado uma dessas sementes”, ressaltou o secretário.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.