quarta-feira, 1 de Julho de 2015 09:47h Atualizado em 1 de Julho de 2015 às 09:52h. Luciano Eurides

Final divinopolitana no juvenil da Super Copa Imef

A final da Super Copa Imef, na categoria juvenil, terá duas equipes divinopolitanas

Flamengo e Programa Esportivo Candelária (PEC) estão aptos para a grande decisão. O time do Mendes Mourão se classificou ao vencer a equipe o Itatiaia por 2 a 1. Já o PEC venceu o Filho do Vento, por 3 a 2, no distrito de São José dos Salgados. A grande final está marcada para o Estádio Waldemar Teixeira de Faria, atendendo a solicitação das duas equipes em jogar na cidade de Divinópolis.
O Flamengo entrou em campo no domingo, jogando no Mendes Mourão e teve uma partida difícil, em que teve de trabalhar muito para conseguir a vitória. O Flamengo entrou em campo com três desfalques, sendo os volantes Batata e Felipinho e ainda o zagueiro Michael. O treinador então optou por uma equipe ofensiva, com Julio Cesar, Lucas Gago, Luis, Pablo e Guigui; Felipe Alexandre, Bernardo, Luquinhas e Jonas; Thales e Mateus. Na primeira etapa; domínio do time Rubro-Negro. O goleiro Júlio Cesar fez apenas uma defesa, já o do Itatiaia se consagrava na partida.
No segundo tempo, modificações da equipe do Flamengo deram bom resultado. A ida de Lucas Gago para o meio campo surtiu efeito positivo, aos 18 minutos do segundo tempo a troca rápida de passes, Lucas Gago deixou para Jonas se infiltrar no meio da marcação e fazer o primeiro gol do jogo. Não deu tempo nem de comemorar e o Itatiaia empatou.  Aos 28, a estrela do treinador voltou a brilhar: João Pedro, que havia entrado no lugar de Bernardo, recebeu a bola de Pablo pela direita e chutou com estilo para fazer 2 a 1 e classificar o Flamengo para a final.
Para Pablo, o time encontrou dificuldades, mas soube sobressair e conquistar a vitória. “O jogo foi bom, encontramos dificuldades no primeiro tempo e até mesmo no início do segundo. Cada um se doou o máximo e muita raça, conseguimos sair com a vitória e mais uma vez na final”, falou o atleta, que é volante, atuou de zagueiro e teve participação direta no gol da vitória. “No segundo gol foi uma escapulida”, disse e falou da volta dos atletas suspensos. “Fizeram falta, têm qualidade e são importantes sim para o grupo e na final estarão conosco para fazermos uma bela partida e sairmos com a vitória”, disse.
O autor do gol da vitória, o atleta João Pedro, espera uma final difícil.  Ele só não quer o time dele perdendo tantos gols. “Não podemos errar esse monte de gol, no final faz falta. O time está bem e vamos treinar ainda mais para pegar o PEC. Já conhecemos o time deles, somos todos amigos e estamos juntos no Guarani. Vamos fazer um belo jogo e que vença o melhor. Prefiro jogar contra um time onde já se conhece, pois sabemos as qualidades e defeitos do adversário. Vai ser um clássico”, falou.
O treinador Alessandro Soares destacou ser mais uma final divinopolitana e faz crescer a visibilidade da cidade no cenário mineiro. “Divinópolis ganha com isso, dois times da cidade chegar a final da Imef é glorificante para a cidade e sem sombra de dúvida será um clássico”, afirmou ele que venceu uma final da Imef, também clássico da cidade, na época Palmeiras e Vasco. “Palmeiras saiu campeão e eu treinador e se Deus quiser vamos vencer e trazer o título para casa”, já no ano passado, campeão frente ao Vila Nova, para ele enfrentar um time conhecido a rivalidade aumenta. “Cresce durante a partida e temos de ter cabeça no lugar e saber jogar com essa pressão de clássico e consagrar esse trabalho”, avaliou.
O Flamengo chega à final invicto após nove jogos. Foram seis vitórias e três empates. Sofridos cinco gols, uma média e 0,55 por partida, e em nenhum jogo sofreu mais de um gol. O ataque positivo com 24 gols marcados, média de 2,66 e não passou em branco em nenhuma partida. O saldo de gols é 19 e em casa foram cinco vitórias e um empate. Fora de casa uma vitória e dois empates.
O PEC chega a final com nove jogos realizados. Seis vitórias, um empate e duas derrotas. Sofridos 11 gols, uma média de 1,22 por partida. O ataque marcou 26 gols, somente contra a Portuguesa em casa foram oito, uma média de 2,88 por partida. Um saldo de 15 gols, em casa foram seis vitórias, fora de casa um empate e duas derrotas.

CAMPANHAS
Campanha Flamengo
Flamengo  6x0 Villa Nova
Palmeiras  1x1 Flamengo
Comercial 1x5 Flamengo
Flamengo  2x0 Prata
Flamengo  2x0 Vasco da Gama
Erec 1x1 Flamengo
Flamengo  4x0 Palmeiras
Flamengo  1x1 Instituto Trilhar
Flamengo  2x1 Itatiaia
Flamengo   x  PEC

Campanha PEC  
Chute Inicial 4x2  PEC 
PEC  2x0 Nova Serrana
PEC  3x0 América Lagoa Santa
Itatiaia  1x1 PEC 
PEC  8x0 Portuguesa
Helsiborg 3x1 PEC 
PEC  2x1 Beagá 
PEC  4x0 América Sete Lagoas
PEC  3x2 Filhos do Vento
Flamengo  x PEC 

 

Créditos: Luciano Eurides

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.