quarta-feira, 26 de Setembro de 2012 14:44h Gazeta do Oeste

Flamengo e Atlético fazem partida adiada no Brasileirão

O jogo adiado entre Flamengo e Atlético é decisivo nesse Campeonato Brasileiro. Os donos da casa lutam contra o rebaixamento, enquanto o Galo ainda sonha com o título nacional, que não vence desde 1971.

O jogo adiado entre Flamengo e Atlético é decisivo nesse Campeonato Brasileiro. Os donos da casa lutam contra o rebaixamento, enquanto o Galo ainda sonha com o título nacional, que não vence desde 1971.

 


Em 48 jogos entre as tradicionais equipes no Brasileirão, são 18 vitórias para cada lado e  12 empates. O Galo marcou 68 gols contra 61 do Mengão.

 


O jogo desta quarta-feira (26) acontece no Rio de Janeiro, onde o Flamengo não perde desde 2008. Nesse intervalo foram três partidas na cidade, com duas vitórias do Mengão e um empate.  A única partida entre as duas equipes no Engenhão aconteceu na temporada 2011, com uma vitória do Flamengo por 4 x 1, gols de Thiago Neves, Deivid (2) e Ronaldinho Gaúcho (hoje no Atlético) para o Flamengo, e Dudu Cearense para o Atlético-MG.

 


Na última temporada, além da vitória no Rio de Janeiro, o Flamengo arrancou um empate por 1 x 1 na Arena do Jacaré, gols de Daniel Carvalho (Galo) e Ronaldinho Gaúcho (Mengo).

 


Desfalque no empate com o Grêmio, o lateral-direito Marcos Rocha espera ter bom desempenho em seu retorno ao time, no jogo desta quarta-feira, contra o Flamengo, no Rio de Janeiro. A partida será válida pela 14ª rodada do Brasileirão. “A gente sabe da importância desse jogo contra o Flamengo, um jogo adiado, e a equipe esta preparada para chegar lá e fazer um bom jogo para conseguir os três pontos”, afirmou o lateral, que destaca a importância do duelo no Engenhão.

 


“A gente sabe que não pode deixar o Fluminense abrir, são quatro pontos de diferença e temos que buscar essa vitória. Não vai ser fácil, mas estamos preparados para enfrentar uma batalha e confiantes em conseguir o resultado positivo”, concluiu Marcos Rocha.

 


Desfalque nos últimos cinco jogos, o atacante Jô vive a expectativa de voltar ao time na partida desta quarta-feira, contra o Flamengo, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 


“Agora já está tudo normal. Foi uma decisão do departamento médico não jogar o último jogo para poder estar 100% à disposição do Cuca para esse jogo. Já fiz os treinamentos, me sinto bem, confiante e, agora, é só esperar a oportunidade novamente para poder jogar”, comentou o jogador.

 


Com seis gols, Jô divide com Bernard e Danilinho a artilharia do Galo neste Brasileirão. O atacante alvinegro afirma que encara o confronto no Rio como uma decisão. “É mais uma final, mais uma guerra, mais uma chance que temos de encostar no Fluminense. Temos que colocar isso em mente, esquecer tudo que passou, a questão do jogo ter sido adiado, e conseguir os três pontos”, destacou Jô.

 

Flamengo

 


A vitória sobre o Atlético-GO deu um alívio para o Flamengo no Campeonato Brasileiro. O resultado positivo do fim de semana deixa a equipe ainda mais motivada para trabalhar e subir na tabela da competição. O elenco rubro-negro voltou ao Rio de Janeiro na manhã desta segunda-feira (24.09) e treinou na parte da tarde no Centro de Treinamento George Helal, em Vargem Grande, em função do próximo compromisso do time no campeonato: a partida adiada contra o Atlético-MG, válida pela 14ª rodada.

 


Os jogadores que atuaram os 90 minutos do confronto contra o Atlético-GO fizeram um trabalho regenerativo. Os demais atletas realizaram um treino técnico com bola. O meia-atacante Wellington Bruno trabalhou com o grupo pela segunda vez. Renato Abreu também participou da atividade e mostrou que está avançando no processo de recuperação da cirurgia no joelho direito. Mattheus e Airton, que se recuperam de lesão, fizeram um trabalho específico sob o comando do preparador físico Marcos Lima.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.