terça-feira, 19 de Junho de 2012 15:31h Luciano Eurides

Flamengo é campeão pré-mirim 2012

O título veio depois de muitas lágrimas e a alegria tomou conta do gramado do Mendes Mourão. Para o Palmeiras apenas a vitória interessava já que o time perdeu o jogo de ida, por 2x1.

O Flamengo do Mendes Mourão é o campeão da categoria pré-mirim do campeonato da Liga Municipal de Desportos de Divinópolis. O título veio depois de muitas lágrimas e a alegria tomou conta do gramado do Mendes Mourão. Para o Palmeiras apenas a vitória interessava já que o time perdeu o jogo de ida, por 2x1. O Alviverde foi melhor, venceu por 2x0 e nos pênaltis, Mateus defendeu e teve sorte, ingredientes somados que resultam em título.

 


O Rubro Negro da Estação Velha é campeão com 10 jogos, nove vitórias e uma derrota. 40 gols marcados e oito sofridos. A derrota para o Palmeiras (vice-campeão) por 2x0 foi a única partida em que o Rubro negro perdeu e sofreu dois gols em um mesmo jogo. Em casa foram quatro vitórias e uma derrota, 22 gols marcados e quatro sofridos. O Flamengo fora de casa 100% de aproveitamento, 18 gols marcados e quatro sofridos.

 


O Flamengo não teve Katatau, o atleta participava de outra competição em Belo Horizontee José Gabriel entrou no lugar dele e correspondeu. Já o Palmeiras veio a campo com Deivid e Gabriel no lugar de Rafael e João Vitor. O primeiro tempo foi de domínio palmeirense e o trio Vitor, Guilherme e Caio deram trabalho a defesa rubro negra, Vitor vindo do meio, Guilherme pela direita e Caio centralizado era visível a busca do alviverde pela vitória.
No segundo tempo logo no início do jogo Caio foi pela direita e cruzou para Guilherme que vinha fechando dentro do gol e fez 1x0. Aos 18, falta na entrada da área, caio cobrou, Mateus não segurou e Guilherme aproveitou o rebote para fazer 2x0 e levar a decisão para os pênaltis.

 


Se Armando Nogueira (jornalista e cronista esportivo) entre nós estivesse diria que os deuses do futebol acordaram e brincaram com os atletas palmeirenses. Guilherme, melhor jogador em campo chutou a bola para fora. Rafael, ficou no banco do Palmeiras, entrou para cobrar o pênalti com muita qualidade.
O Palmeiras iniciou as cobranças, caio marcou e Pedro empatou. Mateus (Flamengo), defendeu a cobrança de Vitor e Tales (Flamengo) chutou a bola na trave. Deivid colocou o Palmeiras a frente e Leo empatou. Guilherme chutou a bola para fora e Piu-Piu marcou, embora Rossiny tenha tocado com a mão, mas a bola tinha força e entrou. Rafael cobrou com muita qualidade e Hugo marcou o quarto do Flamengo fechando a vitória por 4x3 e comandando a grande festa.

 


A festa flamenguista foi grande e muito merecida pela dedicação de todos atletas, pais e por momentos difíceis e de crescimento entre a comissão técnica e atletas. Muitos temeram as cobranças de penais e após a conquista saem mais fortes para as decisões futuras e muitas que ainda serão vencidas por estes guerreiros.
O Palmeiras também reagiu bem a derrota, ou como diria Armando Nogueira: ‘Até que os deuses do futebol inventem outra’. O time alviverde fez 10 jogos, venceu oito, empatou uma e perdeu uma, para o Flamengo na partida de ida das finais. Marcaram 52 gols e levaram apenas três.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.