segunda-feira, 12 de Novembro de 2012 02:39h Gazeta do Oeste

Fred dá o título brasileiro ao Fluminense e impõe desespero ao Palmeiras

O Fluminense é novo campeão brasileiro. Com a vitória por 3 a 2 sobre o Palmeiras, neste domingo, no Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente, pela 35ª rodada do campeonato, a equipe carioca garantiu o título antecipado. Além disso, o resultado da partida ainda aumentou a agonia palmeirense na luta contra o rebaixamento.

Além da vitória em Presidente Prudente, o Fluminense contou com o tropeço do Atlético, que empatou com o Vasco, também neste domingo, no Rio. Assim, o time carioca abriu 10 pontos de vantagem na liderança - o novo segundo colocado é o Grêmio - e não pode mais ser alcançado nas três rodadas que restam para o final do campeonato.

O Palmeiras entrou em campo neste domingo sem risco de ser rebaixado já nesta 35ª rodada, por causa da derrota da Portuguesa na noite anterior. Mas, com a derrota para o Fluminense, a queda para a segunda divisão virou uma questão de tempo. Faltando apenas três jogos, está com 33 pontos, sete atrás do primeiro fora da zona de rebaixamento.

Precisando desesperadamente da vitória, o Palmeiras entrou em campo neste domingo com uma escalação surpreendente. O técnico Gilson Kleina colocou Wesley na lateral, abrindo espaço para Correa no meio, e apostou em Obina no ataque. Assim, Barcos teve a função de sair mais da área, para ajudar na armação das jogadas junto com Patrick Vieira.

Com essa formação, o Palmeiras tentou pressionar no começo do jogo. Logo aos 4 minutos, Obina cabeceou com perigo. Mas o Fluminense, mesmo apostando nos contra-ataques, também ameaçou. Aos 12, por exemplo, Fred exigiu uma linda defesa de Bruno. Nova boa chance palmeirense aconteceu aos 18, quando Barcos virou na área e chutou para fora.

 

Barcos ainda teve uma nova chance aos 25 minutos, ao cabecear sozinho, mas mandou por cima. A resposta do Fluminense veio aos 38, quando Fred acertou a trave. Aí, quando parecia que o primeiro tempo terminaria empatado, o time carioca fez 1 a 0. Já aos 45, Wellington Nem chutou, Bruno fez grande defesa e a bola sobrou para Fred marcar.

A desvantagem no placar fez Gilson Kleina mudar o time no intervalo, colocando Maikon Leite no lugar de Obina. Mas quem voltou melhor foi o Fluminense, mesmo sem alterações do técnico Abel Braga. Aos 5 minutos, Bruno fez grande defesa em chute de Thiago Neves e Rafael Sóbis chegou a marcar no rebote, mas o lance foi anulado por impedimento.

Melhor em campo, o Fluminense não demorou para ampliar a vantagem. Aos 8 minutos, Fred fez o cruzamento para a área, a bola desviou em Maurício Ramos e acabou encobrindo Bruno. O placar de 2 a 0 chegou a desanimar a torcida palmeirense. Mas, mesmo com a situação muito complicada, os jogadores lutaram em campo para buscar a reação.

Mesmo já sem contar com o especialista Marcos Assunção, que foi substituído por Luan no começo do segundo tempo, o Palmeiras usou a bola parada para chegar ao empate. Em cobrança de escanteio de Correa aos 16 minutos, Barcos aproveitou a sobra na área para fazer o primeiro gol palmeirense, dando um novo ânimo para o time em campo.

O empate veio logo depois. Aos 19 minutos, em cobrança de falta de Correa, Patrick Vieira subiu sozinho na área para deixar tudo igual. Depois disso, o Fluminense ficou acuado e o Palmeiras foi com tudo em busca da virada. A grande chance palmeirense foi aos 30, quando Mauricio Ramos chutou forte e Diego Cavalieri fez defesa fantástica.

Aos poucos, o Fluminense foi se recuperando do susto provocado pelo empate. Assim, teve chance de marcar o terceiro aos 36 minutos, quando Fred ficou sozinho dentro da área e chutou para fora. Na outra oportunidade que teve, no entanto, o artilheiro do Brasileirão não desperdiçou, garantindo a vitória e o título já aos 42.

Com os dois gols no jogo decisivo deste domingo, Fred chegou a 19 e aumentou sua vantagem na artilharia do campeonato. Mas, principalmente, o atacante conduziu o Fluminense ao seu quarto título na história do Brasileirão, repetindo os feitos de 1970, 1984 e 2010 e coroando o grupo vitorioso comandado pelo técnico Abel Braga.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.