quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2016 10:57h

Futebol milionário é para poucos

A Diretoria de Registro e Transferência da CBF modernizou sistemas, agilizou processos e normatizou o mercado de intermediários

Um dos resultados desse trabalho é o Relatório DRT 2015, um levantamento inédito, com números que ajudam a entender as atividades do setor e a realidade do futebol brasileiro.
Os dados deste documento foram divididos em três partes: registro, transferências e salários. Confira, abaixo, o terceiro pacote de números, considerando os valores registrados nos contratos de trabalho.

 

 

SALÁRIOS DOS JOGADORES
ATÉ R$ 1.000,00                                        23.238            82,40%
R$ 1.000,01 ATÉ R$ 5.000,00                      3.859              13,68%
R$ 5.000,01 ATÉ R$ 10.000,00                    381                 1,35%
R$ 10.000,01 ATÉ R$ 50.000,00                  499                 1,77%
R$ 50.000,01 ATÉ R$ 100.000,00                112                 0,40%
R$ 100.000,01 ATÉ R$ 200.000,00              78                   0,28%
R$ 200.000,01 ATÉ R$ 500.000,00              35                   0,12%
ACIMA DE R$ 500.000,01                            1                     0,00%
TOTAL                                                          28.203

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.