terça-feira, 11 de Outubro de 2011 10:20h Luciano Eurides

Galo ainda não esqueceu o empate com o Coelho

Com apenas 752 pagantes na Arena do Jacaré, devido ao preço alto dos ingressos e o fato do América-MG liberar apenas 10% da carga para a torcida do Atlético-MG, Coelho e Galo empataram em 0 a 0, em um jogo muito ruim tecnicamente.

 

 

Com o resultado, o Alviverde segue na lanterna, com 21 pontos. Já o Alvinegro sobe uma posição, 17ª, com 27 pontos. Na próxima rodada, quarta-feira, o América enfrenta o Ceará, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, às 16h. No dia seguinte, às 20h30, no mesmo local, o Atlético recebe o Santos.

 

O Alvinegro teve a primeira chance na boa jogada de Bernard pela esquerda, mas a finalização foi por cima do gol. O jogo seguiu truncado até que, aos 22 minutos, Magno Alves penetrou na área, recebeu ótimo passe de Bernard e tirou o goleiro Neneca antes de concluir, mas o arqueiro americano se recuperou e fez a defesa.

 

 

 

O Galo conseguiu marcar aos 32 minutos, mas o árbitro assinalou falta inexistente do ataque atleticano. No lance, uma cobrança de escanteio pela direita, Leonardo Silva dividiu com o goleiro e a bola acabou entrando depois de uma confusão na pequena área.
Em outra boa tentativa, Magno Alves chutou cruzado e Neneca fez grande defesa. Já nos descontos, Bernard driblou dois marcadores na entrada da área, mas o arremate acabou sendo fraco.

 

No segundo tempo, logo aos dois minutos, Carlos César foi à linha de fundo e cruzou com perigo para o corte da zaga. Em seguida, Renan Oliveira passou por dois defensores e concluiu rente à trave. Aos quatro minutos, Bernard foi derrubado pelo zagueiro na grande área e o árbitro não assinalou o pênalti e ainda aplicou cartão amarelo no jogador atleticano.

 

 

Aos 13 minutos, Renan Oliveira foi substituído por Neto Berola. Instantes após a alteração, Carlos César tabelou com Guilherme e ficou cara a cara com Neneca, que fez a defesa. Três minutos depois, Neto Berola chutou de primeira e Neneca fez outra grande intervenção.

 

Cuca promoveu a segunda mudança aos 21 minutos, quando trocou Fillipe Soutto por Dudu Cearense. No minuto seguinte, Neto Berola cruzou pela direita e a zaga do América afastou o perigo. Aos 23, Magno Alves recebeu na área e Neneca saiu do gol para fazer a defesa.

 

 

O Galo seguiu pressionando e Neto Berola tentou finalizar da entrada da área, mas a bola saiu por cima do gol. Aos 41, foi a vez de Bernard deixar o campo para a entrada de Richarlyson. O Atlético levou perigo nos chutes de Richarlyson e Magno Alves, mas o clássico terminou sem gols.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.