terça-feira, 25 de Março de 2014 06:16h Atualizado em 25 de Março de 2014 às 06:19h.

Galo com os dois pés na final do Campeonato Mineiro

Com uma postura totalmente diferente da apresentada durante este ano, o Atlético voltou a lembrar o time de 2013.

Se impondo sobre o adversário, a equipe alvinegra fez a melhor partida sob o comando do técnico Paulo Autuori. Jogando no Independência, o Galo não tomou conhecimento e atropelou o América por 4 a 1, neste domingo, no primeiro duelo da semifinal do Campeonato Mineiro.
Por outro lado, o Coelho não foi nem a sombra do time que reagiu na reta final da fase de classificação e se complicou para conseguir a vaga na decisão do Estadual. Com a vantagem, o Galo poderá até perder por até três gols de diferença que mesmo assim avança à decisão.
Otamendi abriu o placar para o Atlético logo no primeiro minuto da partida. Jô e Guilherme, de pênalti, ainda marcaram na etapa inicial, enquanto Neto Berola completou a goleada no segundo tempo. Nos minutos finais, Tchô diminuiu para o Coelho.
As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo, às 18h30, novamente no Independência. Para este jogo, o Atlético terá os desfalques do zagueiro Leonardo Silva e do lateral-direito Marcos Rocha, que levaram o terceiro cartão amarelo. Já o América não poderá contar com o atacante Willians, que também está suspenso pelo acúmulo de três amarelos.
O técnico Paulo Autuori exaltou a força do elenco atleticano.  “Primeiro, parabenizar os jogadores pelo belo jogo que fizeram. O jogo não foi fácil, se tornou menos difícil por aquilo que eles produziram dentro do campo. Segundo, tem haver com aquilo que a gente fala sempre, a importância de se ter todo um grupo, todos bem o maior tempo possível porque vamos sempre precisar de jogadores. A campanha é longa, árdua, difícil, muitos jogos e competições”, analisou o treinador. “Hoje, mostrou de novo que o grupo do Atlético é qualificado, não tem apenas 11, 12, 13 jogadores. Esse foi o grande lance da vitória, e o grande passo que demos em termos de classificação”, acrescentou Autuori. Ele revelou que, no intervalo, pediu equilíbrio aos atletas, no sentido de fazer mais gols e não tomar. “Não tomar gol também é importante. Não gostei da equipe ter proporcionado ao América a possibilidade de fazer o gol. Mas, no geral, a equipe esteve bem, a mobilidade existiu como existiu naquela equipe que jogou contra o Boa Esporte. Isso significa que temos jogadores que podem dar essa mobilidade e, consequentemente, a dinâmica, que é importante”, concluiu o técnico.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.