terça-feira, 14 de Maio de 2013 07:16h Atualizado em 14 de Maio de 2013 às 07:25h. Bruno Cantini

Galo com uma mão na taça

Feliz pela vitória por 3 a 0 sobre o Cruzeiro, neste domingo (19), na Arena Independência, no primeiro clássico da decisão do Campeonato Mineiro, o técnico Cuca afirma que é preciso manter os pés no chão e deixar a euforia apenas para os torcedores.

Feliz pela vitória por 3 a 0 sobre o Cruzeiro, neste domingo (19), na Arena Independência, no primeiro clássico da decisão do Campeonato Mineiro, o técnico Cuca afirma que é preciso manter os pés no chão e deixar a euforia apenas para os torcedores.

De acordo com ele, o Galo terá que fazer mais um grande clássico no próximo domingo (19) se quiser ficar com o título. “Não tem nada decidido. Temos que ter o pé no chão, esquecer a vantagem e jogar outra partida decisiva no domingo. Então, não tem nada ganho. A gente vai ter que trabalhar muito se quiser ser campeão, se preparar bem para fazer um bom jogo”, analisou o treinador. “A nossa ideia nesse primeiro jogo em casa era mudar a vantagem para poder jogar por dois resultados no Mineirão. Jogamos bem, principalmente no primeiro tempo.

No segundo tempo, depois da expulsão, demoramos dez minutos para encaixar, aí fizemos o segundo e o terceiro. Também tenho que lamentar os dois pênaltis não dados”, comentou Cuca.

Segundo o técnico atleticano, o time teve boa intensidade. “Finalizamos 20 vezes, perdemos gols incríveis no primeiro tempo, mas tivemos um volume de jogo muito bom”, concluiu.
Após a partida deste domingo (12), contra o Atlético-MG, no estádio Independência, válida pelo jogo de ida da final do Campeonato Mineiro, o técnico Marcelo Oliveira concedeu entrevista coletiva e falou sobre a atual situação da equipe que agora precisa vencer a partida de volta, a ser realizada no próximo domingo (19), por pelo menos três gols.

Confiante, o comandante ressaltou que o Cruzeiro tem condições totais de reverter a vantagem da equipe adversária no Mineirão e se sagrar campeão. “Se você pensar que no primeiro jogo (vencido pelo Cruzeiro por 2 a 1, no dia 3 de fevereiro) entre as equipes no Mineirão, nós tivemos a chance de fazer quatro gols naquela partida, eu digo que é possível conseguirmos o resultado na partida de volta”, afirmou.

Sobre a partida deste domingo (12), o técnico lamentou a expulsão de Bruno Rodrigo aos nove minutos do segundo tempo, logo no momento em que a Raposa estava bem em campo. “Quando equilibramos o jogo, perdemos um jogador. Perder um jogador em uma partida como essa, acabou tornando a mesma mais complicada. É lamentável, mas a vida segue e o trabalho também. Vamos nos concentrar e nos preparar bem para esse segundo jogo no Mineirão”, ressaltou o treinador.

Os jogadores cinco estrelas retornam aos treinamentos hoje na Toca da Raposa II. A reapresentação dos atletas cruzeirenses está marcada para parte da manhã, às 9h.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.