quarta-feira, 11 de Março de 2015 10:00h

Galo contabiliza elenco e DM é consultado

A reapresentação do Atlético, nesta segunda-feira, foi marcada pelo balanço dos jogadores que estão machucados

Bastante aguardado para o jogo contra o Santa Fe-COL, dia 18, pela Copa Libertadores, o lateral-direito Marcos Rocha está em fase final de tratamento de estiramento na coxa esquerda.
Nesta segunda-feira, o camisa 2 fez trabalho físico no campo, acompanhado pelos fisioterapeutas, e segue com chances de voltar no duelo contra os colombianos. Para ter condições de entrar em campo na outra quarta-feira, em Bogotá, Marcos Rocha terá nove dias para deixar a fisioterapia, passar pela transição entre departamento médico e trabalhos com bola e aprimorar a parte física.
Já o volante Leandro Donizete, que levou uma pancada no pé direito no clássico contra o Cruzeiro, ainda está com o local inchado e segue em tratamento na Cidade do Galo. O jogador será reavaliado e ainda é dúvida para a partida diante da Caldense, nesta quinta-feira, às 19h30, em Poços de Caldas, pela sétima rodada do Campeonato Mineiro.
O volante Pierre, que acusou dores no púbis na última semana, realizou trabalho físico à parte. A novidade no treino desta segunda-feira foi o atacante Lucas Pratto, que mostrou estar recuperado do estiramento muscular na coxa esquerda e pode ser aproveitado no duelo contra a Veterana.
Ainda seguem no departamento médico o meia Dátolo, o zagueiro Leonardo Silva, os atacantes Jô e Guilherme, o lateral-esquerdo Pedro Botelho e o meia Giovanni Augusto.
Há cinco jogos sem atuar, o atacante Lucas Pratto mostrou que está preparado para voltar e ajudar o Atlético na sequência do Campeonato Mineiro e da Copa Libertadores. Recuperado de estiramento muscular, o argentino participou normalmente do coletivo dos reservas contra os juniores nesta segunda-feira, na Cidade do Galo, e deverá ser opção para a partida diante da Caldense, quinta-feira, em Poços de Caldas.
Com vontade de voltar a jogar, Pratto afirmou que está bem e deixou a cargo do técnico Levir Culpi a sua escalação diante da Veterana. “Estou me sentindo bem. Essa semana era a mais importante para estar 100% e provar que estou totalmente recuperado. Na semana passada, treinei intensamente e me senti bem. Creio que essa semana vou completar o trabalho físico para ficar 100%”, disse o atacante.
Pratto está afastado desde o dia 14 de fevereiro, quando sofreu estiramento muscular na coxa esquerda, diante do Democrata-GV, pela terceira rodada do Estadual. A contusão aconteceu às vésperas da estreia do Atlético na Libertadores, o que tirou o atacante dos duelos contra Colo-Colo-CHI e Atlas-MEX. Além dessas partidas, o argentino desfalcou o Galo na vitória sobre o Guarani, de Divinópolis, e nos clássicos contra América e Cruzeiro.
Anunciado como grande reforço para a Copa Libertadores, Pratto pensa em voltar contra a Caldense, mas o objetivo principal do jogador é retornar para ajudar o Atlético a se recuperar no torneio continental, já que o time perdeu os dois jogos e está na lanterna do grupo 1. O próximo duelo será diante do Santa Fe, na outra quarta-feira (18), em Bogotá. Os colombianos venceram os dois primeiros confrontos e lideram a chave. “A partida da Copa Libertadores é mais importante. Obviamente, a partida de quinta-feira também é importante, mas sabemos que a Libertadores temos que ganhar a maioria das partidas e tenho que estar 100% porque necessitamos de todos os jogadores”

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.