terça-feira, 20 de Outubro de 2015 09:46h

Galo é goleado e fica ainda mais distante do título

A goleada por 4 a 1 sofrida para o Sport neste domingo, no Recife, dificultou a briga do Atlético pelo título brasileiro com o Corinthians

A atuação abaixo da crítica e a derrota deixaram os jogadores alvinegros chateados, mas não abalaram a confiança na luta pela taça apesar da distância para os paulistas ter subido para oito pontos faltando sete rodadas. “Temos que levantar a cabeça, o prejuízo é grande, mas o Atlético acredita sempre até no final. Tem 21 pontos em disputa, a gente tem oito de desvantagem, matematicamente podemos acreditar, mas sabendo que temos que melhorar porque a postura de hoje não foi de um time campeão”, declarou o atacante Thiago Ribeiro, que começou a partida do banco de reservas por opção do técnico Levir Culpi.
No lugar de Ribeiro, Levir escolheu entrar com Carlos, que acabou expulso logo aos 18 minutos de jogo, fator determinante para o resultado, de acordo com os atletas. “A equipe não teve uma boa atuação, mas o lance da expulsão foi determinante para o jogo. Do banco eu tive a impressão que o Carlos toca a bola primeiro, mas o juiz entendeu que foi uma falta para amarelo”, disse Thiago Ribeiro. “Com um a menos é difícil. O jogo estava controlado quando estava de igual para igual, só que o Carlos, em uma jogada boba, acabou sendo expulso e complicou. Jogar com um a menos contra o Sport aqui é sempre muito difícil”, afirmou Rafael Carioca.
A sete rodadas para o fim do campeonato e oito pontos atrás do Corinthians, o Atlético precisa vencer praticamente todas as partidas, além do confronto direto, e ainda torcer por mais tropeços dos paulistas. Mesmo com o cenário pouco provável, os atletas ainda acreditam no título. “Das contas que a gente fez, temos que vencer todas. Não tem que pensar em empate nenhum. Temos o confronto direto e o Corinthians ainda joga um clássico (contra o Flamengo, na próxima rodada, em Itaquera). Agora é recuperar o mais rápido possível”, pediu Thiago Ribeiro.
Para Victor, o Atlético tem que ser mais regular se quiser continuar sonhando com a taça. “Temos que tirar o jogo de hoje como referência pra corrigirmos os nossos erros. Não podemos oscilar tanto, fazer um jogo tão bom contra o Inter e na outra partida, ser tão abaixo, como foi hoje”, criticou.

Leia Também

Imagem principal
Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.