sábado, 27 de Setembro de 2014 03:19h

Galo entra no G4

A boa vitória por 3 a 2 sobre o Santos na última quinta-feira, a terceira consecutiva da equipe por esse placar no Campeonato Brasileiro, animou o Atlético. Alguns jogadores deixaram o campo do Independência falando em título e o técnico, Levir Culpi, apoiou.

Ele ressaltou a diferença de doze pontos para o líder Cruzeiro – 52 a 40 –, mas disse que o histórico do clube prova que a conquista ainda é possível. "O Brasil é um país diferente. Para desmotivar um time basta um jogo. E para mobilizar um time, a mesma coisa. Então vivemos momentos assim, momentos de muito mais emoção do que razão. Pode acontecer sim, eu acredito muito nisso. É a quarta vez que treino o Atlético, já peguei times em situações muito difíceis e viramos. Esse é o Atlético, um time de emoção, de muita vibração. Então, acredito em tudo e os jogadores também estão acreditando", declarou.


Se o título é um sonho distante, pelo menos por enquanto, o G4 é uma realidade bem mais palpável. A vitória sobre o Santos colocou a equipe na quarta colocação, mesmo em meio a tantos problemas por contusão. Para não perder a condição, Levir pediu o apoio em massa da torcida no domingo, para o confronto diante do Vitória, novamente no Independência. "Os jogadores estavam felizes porque através do esforço deles conseguimos chegar no G4. É uma situação muito difícil considerando as dificuldades que passamos. Então, estamos comemorando. E a melhor maneira de ficar no G4 é a torcida do Atlético encher o estádio no próximo jogo, domingo. Quero contar com todos aqui no domingo, a torcida dá muita força e é muito importante em um jogo tão desgastante fisicamente como os que estamos tendo", comentou o treinador.


Na mira do STJD pelos incidentes registrados no clássico contra o Cruzeiro, o Atlético ganhou mais um problema fora das quatro linhas. No final da partida diante do Santos, na noite dessa quinta-feira, no Independência, um torcedor jogou um sanduíche no gramado. O árbitro Rodrigo D'Alonso Ferreira recolheu o lanche e entregou ao árbitro assistente.


O incidente foi relatado na súmula da partida. No documento, o árbitro diz também que o torcedor foi detido, com registro de Boletim de Ocorrência. Em caso de julgamento, a situação do Atlético pode ser aliviada. “Aos 45 minutos do segundo tempo de jogo, após a marcação de uma falta em favor da equipe do Santos FC, próximo à lateral do campo, foi arremessado um objeto [identificado como sendo sanduíche de presunto e queijo] oriundo da arquibancada na qual estava posicionada a torcida do Atlético. O torcedor responsável pelo arremesso do objeto foi identificado pela polícia, conforme Boletim de Ocorrência [nº 13692270]. O fato não causou atraso na partida”, colocou o árbitro na súmula do jogo.

 

Julgamento
O STJD confirmou para a próxima quarta-feira, 1º de outubro, a partir das 13h, o julgamento de Cruzeiro e Atlético na 3ª Comissão Disciplinar por causa da confusão no clássico do último domingo, no Mineirão. Se forem condenados, os rivais correm o risco de perder até 20 mandos de campo, além de serem multados em R$ 200 mil.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.