quarta-feira, 13 de Janeiro de 2016 09:13h

Galo estreia na Florida Cup

A descontração marcou o início dos trabalhos do Atlético no campo da Florida Atlantic University (FAU), em Boca Raton

Ainda no aquecimento, alguns jogadores arriscavam palavras em inglês, em meio a risadas e brincadeiras dos companheiros. Porém, a partir de hoje, quarta-feira (13), as coisas começam a ficar “sérias” nos Estados Unidos. O Galo já encara o Schalke 04, da Alemanha, às 21h30 (de Brasília), em Fort Lauderdale, no duelo inicial da Florida Cup.
Rafael Carioca e Dodô mostraram muita confiança nesta arrancada de 2016 e destacaram o começo de trabalho do técnico Diego Aguirre. Veja o que de melhor disseram o volante e o meia. “Preparação muito boa. Uma semana treinando forte, o Aguirre já implantando o jeito dele de montar a equipe, sempre muito participativo. A tendência é só melhorar. E na quarta-feira, pegaremos uma equipe de qualidade. Mas todo mundo veio aos Estados Unidos em busca das duas vitórias, para divulgar marca do Atlético aqui fora”, disse
Com relação à estrutura nos EUA ele é só elogios. “A estrutura é ótima. Campos são muitos bons, assim como o hotel. Não muda muita coisa da Cidade do Galo. E os jogos vão ser importantes, pois são adversários da mesma qualidade que a nossa. Antes, enfrentávamos equipes menores, do interior, em pré-temporada”, disse.
Para o jogador Dodô é o começo de uma nova fase. “Ano novo, treinador novo. Um ano olímpico também. Espero fazer uma temporada boa, melhor do que a de 2015. Quero voltar a jogar bem no Atlético. E seu eu tiver bem, e o time também, as portas vão se abrir. Disputar a Olimpíadas com a Seleção é um sonho que eu tenho”, falou e ainda comentou a força da base. “A motivação é ainda maior para os jovens, pois sabemos que o Diego Aguirre gosta de aproveitar a base. Então, esperamos que este ano seja ótimo para a molecada da base. Mas ainda estamos conhecendo o técnico”.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.