terça-feira, 16 de Setembro de 2014 06:15h

Galo lamenta empate sem gols diante do Grêmio

A interpretação do árbitro, Jailson Macedo Freitas, no lance que poderia ter dado a vitória ao Atlético sobre o Grêmio, nesse domingo, deixou o presidente, Alexandre Kalil, indignado.

“Fui assaltado pela última vez!”, escreveu o mandatário na sua conta do Twitter.
O lance mais polêmico do jogo ocorreu aos 19 minutos da etapa final. Dátolo cobrou falta lateral na área, a bola passou pelo zagueiro, Leonardo Silva, e Luan cabeceou de peixinho para as redes. No entanto, Jailson Macedo Freitas viu falta de Leonardo Silva em Barcos e invalidou a jogada, antes mesmo de Luan finalizar.
O empate em casa deixou o Atlético distante do G-4. O Galo soma 31 pontos, cinco a menos em relação ao quarto colocado.  O time volta a jogar nesta quinta-feira, contra o Goiás, em Goiânia.
O técnico, Levir Culpi, considerou que o Atlético foi bastante superior ao Grêmio no empate sem gols com o Grêmio, neste domingo, na Arena Independência, pela 21ª rodada do Brasileirão. “Se tivesse que ter um vencedor hoje, seria o Atlético. O Atlético foi muito superior. O jogo foi muito legal, contra um excelente time, todo mundo se empenhou ao máximo. E, diga-se de passagem, fizemos o gol, mas o juiz resolveu marcar uma falta. Então, são situações que acontecem e temos que administrar”, comentou o treinador.
Com ótima atuação, o zagueiro, Jemerson, disse que a equipe atleticana teve bom volume de jogo. “O time jogou bem, tentamos, só que a bola não entrou, mas é assim mesmo, bola para frente, agora é descansar porque quinta-feira tem mais”, disse o jovem defensor.
O atacante, Guilherme, também já pensa em conquistar os três pontos na capital goiana. “Empatar em casa não é um resultado bom. Não tivemos tantas oportunidades como de costume e as que tivemos não foram tão claras”, disse. “Foi um jogo truncado e, agora, é pegar esse um ponto e tentar vencer fora de casa”, completou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.